1ª PÁGINA


Casa dos Açores do Ontário: Cerimónia da Coroação encerrou semana de devoção ao Espírito Santo

Por Luís Aparício
Sol Português

Iniciadas uma semana antes, as festas deste ano organizadas pela Casa dos Açores do Ontário (CAO) em louvor ao Divino Espírito Santo (DES), padroeiro da colectividade, culminaram no domingo (26) com a realização da tradicional cerimónia da Coroação.

"Hoje [domingo], encerramos esta jornada, após uma semana de devoção onde se mostrou a nossa Fé, cada um à sua maneira", dizia Fátima Bento, presidente da Assembleia-Geral da CAO, antes de se dar início ao convívio para os sócios e irmãos que participaram na Coroação.

Entretanto, a presidente do Executivo, Suzanne Cunha, deixou um agradecimento à sua equipa directiva e aos voluntários por todo o trabalho e empenho na preparação destas festividades.

A dirigente faria ainda uma prece ao DES para que "continue a amparar e a iluminar as nossas vidas, e que proteja e ilumine todas estas crianças que hoje foram coroadas, para que elas possam viver as suas vidas sempre da melhor maneira possível e possam sempre alcançar os seus desejos", realçou.

A cerimónia começou com a formação do Cortejo Processional na sede da CAO seguido de uma missa na igreja de Santa Helena, com o padre Willyans Prado Rapozo a pedir para que o Espírito Santo de Deus "nos anime, nos inspire e nos dê forças para sermos bons discípulos e missionários de Jesus Cristo".

A coroação das famílias no altar viria a concluir a cerimónia religiosa na igreja, após o que se realizou o Cortejo da Coroação com destino à sede da CAO, acompanhado pela Banda Filarmónica do Sagrado Coração de Jesus.

Em declarações ao jornal Sol Português, Suzanne Cunha lembrou que todos os anos, no final do mês de Junho, a colectividade faz uma celebração ao padroeiro, cumprindo uma tradição religiosa que só foi interrompida durante a pandemia.

"Temos hoje aqui cinco crianças a serem coroadas", explicou Suzanne Cunha a propósito da cerimónia que nesse dia se observava, adiantando no entanto que não apenas os mais jovens que cumprem este ritual.

"Às vezes também há adultos que fazem a promessa" de serem coroados, esclareceu, apontando o exemplo de uma senhora que o fazia nessa dia pela primeira vez.

Motivada por uma promessa, também a septuagenária Maria Casimiro voltou a repetir o ritual religioso depois de ter feito uma coroação sete anos antes, confessando que "o Espírito Santo é uma coisa muito importante, principalmente na vida dos açorianos".

O artista luso-canadiano Tony Câmara foi um dos que estiveram presentes na cerimónia, no seu caso para assistir à coroação dos três filhos, tradição religiosa açoriana que o próprio nos disse ter vivenciado na infância.

"Queria que os meus filhos tivessem a mesma experiência que eu tive quando era criança", explicou à nossa reportagem o artista, que se mostrava feliz por ver as coisas começarem a voltar ao normal após mais de dois anos de restrições devido à pandemia de Covid-19.

Essa realidade foi também destacada por Suzanne Cunha, que sublinhou que este é um dos anos em que todos devemos agradecer ao Divino Espírito Santo "por chegarmos ao fim da pandemia, assim se espera, com saúde e com esperança para o futuro".

A dirigente fez também um balanço positivo do programa de actividades da CAO levado a efeito nesta primeira metade do ano.

"Nas últimas festas tivemos muitas pessoas que procuraram a casa, incluindo muitas que nunca tinham visitado" a CAO, esclareceu a dirigente, fazendo votos de que "seja um sinal de que vão continuar a apoiar" as realizações da colectividade.

As festas deste ano em louvor do Divino Espírito Santo, que decorreram de 19 a 26 de Junho em Toronto, arrancaram com a apresentação do Trono do DES e a Recitação do Terço (19), que continuou de segunda (20) a quinta-feira (23).

Na sexta-feira (24) o programa incluiu a bênção e o levantamento das pensões, seguido de um jantar convívio que foi animado pela actuação do artista convidado, César Russo.

No sábado (25), véspera da Coroação, foram servidas as tradicionais sopas do Divino Espírito Santo, seguindo-se uma actuação da cantora Lídia Sousa.


Voltar a Sol Português