1ª PÁGINA


Problemas continuam no Aeroporto Pearson de Toronto

Passageiros chegam a esperar horas pelo desembarque das bagagens

A época alta das viagens, no que se refere ao período de Inverno, ainda não começou, mas os passageiros que transitam pelo Aeroporto Internacional Pearson de Toronto já têm imensas queixas relativas aos atrasos no desembarque e entrega das bagagens, que, em alguns casos, ascendem a duas horas de espera.

Há mesmo relatos de que são centenas os passageiros que esperam e desesperam pelas suas malas, sem que seja dada qualquer explicação por parte das companhias aéreas afectadas.

O problema não é de agora, segundo a administração, mas intensifica-se quando há mais movimento, dada a actual escassez de recursos humanos neste e em muitos outros sectores de actividade.

A transportadora nacional, Air Canada, citada na comunicação social, diz que "está a tentar contratar mais funcionários" e mostrou mesmo o número dos que constam nos seus quadros de trabalho, bem como de quantos mais precisa para satisfazer as necessidades laborais.

Para além desta situação, recorde-se que já antes os passageiros tinham relatado atrasos significativos no processo de check-in e na área de segurança do aeroporto.

O ministro dos Transportes do Canadá, Omar Alghabra, esclarece que "o volume de passageiros aumentou 280% entre Fevereiro e Junho", e admite que "este aumento de passageiros e os níveis inadequados de pessoal a trabalhar contribuíram para um Verão marcado por bagagens perdidas e interrupções de voos", período em que o Aeroporto Internacional Pearson de Toronto teve "o pior recorde em termos de voos atrasados, a nível mundial".

A entidade gestora do Aeroporto Pearson introduziu recentemente uma nova ferramenta on-line que mostra aos passageiros e utentes do aeroporto todos os horários, com referência também aos tempos de atraso que se registam.


Voltar a Sol Português