SUPLEMENTO DESPORTIVO


AC Milan "não assusta" sonho europeu do Rio Ave

O Rio Ave vai apresentar-se na quinta-feira destemido diante do `colosso' italiano AC Milan, sonhando com o regresso à fase de grupos da Liga Europa de futebol, vincou quarta-feira o treinador adjunto Augusto Gama.

"Já chegámos uma vez à fase de grupos e gostávamos de lá voltar. Derrotar uma equipa como o AC Milan seria um feito histórico na vida do clube e para todos os jogadores", frisou o técnico, porta-voz dos vila-condenses na ante-visão ao desafio, uma vez que Mário Silva ainda não tem as credenciais exigidas pela UEFA.

O Rio Ave estreou-se na fase principal da segunda competição continental de clubes em 2014/15 e vive a quarta presença europeia em seis temporadas, estando perto de disputar um dos jogos mais importantes em 81 anos de história, após ter eliminado os bósnios do FK Borac (2-0) e os turcos do Besiktas (1-1, 4-2 nas grandes penalidades).

"O AC Milan tem um palmarés muito grande no futebol europeu, mas nenhuma equipa nos assusta e sabemos que temos valor. Vai criar-nos bastantes dificuldades, mas estamos preparados para elas, da mesma forma como conseguimos ultrapassar uma excelente equipa na Turquia. É só um jogo e tudo pode acontecer", afiançou.

Sentado ao lado de Augusto Gama, o avançado Bruno Moreira reforçou a ambição dos nortenhos para um encontro "especial", no qual o Rio Ave pretende demonstrar "a sua identidade" diante de um emblema heptacampeão europeu, que surge no comando do campeonato italiano é uma das poucas equipas invencíveis no pós-confinamento.

"É um sonho e um objectivo. Esta casa tem-nos habituado a vibrar com resultados, bom futebol e apuramentos para a Liga Europa. Estamos perante um sonho e vamos defrontar uma excelente equipa, mas sabemos daquilo que somos capazes. Estar outra vez nos grupos significaria que vencemos o AC Milan e isso seria histórico", admitiu.

O autor do golo rioavista no terreno do Besiktas acredita que "muito do que se vai passar" depende da postura do Rio Ave para bater um dos `gigantes' da Europa, sedento por recuperar algum fulgor perdido na última década, como indicaram os triunfos recentes sobre os irlandeses do Shamrock Rovers (2-0) e os noruegueses do Bodo/Glimt (3-2).

"Acreditamos muito naquilo que fazemos e tentaremos pô-lo em prática, mesmo que do outro lado esteja uma grande equipa europeia e excelentes jogadores. Acredito muito naquilo que possamos fazer dentro do campo. Nortada? Não ajuda em nada para o bom futebol que gostamos de praticar e esperamos uma noite tranquila", agregou.

Questionados sobre a ausência do defesa brasileiro Matheus Reis, que lida com um processo disciplinar do clube, por ter recusado actuar no domingo diante do Vitória de Guimarães, na segunda jornada da I Liga, Augusto Gama e Bruno Moreira reiteraram que o presidente António Silva Campos "já falou tudo o que tinha para falar".


Voltar a Golo


Voltar a Sol Português