1ª PÁGINA


Universidade de York:

Estudante luso-canadiana contemplada com prémio "Pedras Negras: Espírito Açoriano"

A jovem luso-canadiana Vanda Mota foi anunciada como a recipiente do prémio "Pedras Negras: Espírito Açoriano", distinção que lhe valeu 1500 dólares para os seus estudos na Universidade de York onde está a fazer licenciaturas nas áreas de História e Estudos Portugueses e Luso-Brasileiros.

O prémio é patrocinado pelo escritório de representação do Banco Santander Totta em Toronto e reconhece o desempenho académico dos estudantes inscritos naquele programa, neste caso destacando Vanda Mota como a aluna mais bem sucedida no ano lectivo 2017-18.

Para além dos estudos, a jovem tem tido uma actuação activa como voluntária e participante da conferência internacional Expressões da Lusofonia em York, factores que foram também levados em consideração na atribuição deste prémio.

A par da sua licenciatura em História, Vanda Mota considera que os cursos do programa de Estudos Portugueses e Luso-Brasileiros lhe dão a oportunidade de conhecer outros estudantes de raízes lusófonas, e não só, o que lhe permite também aprofundar os seus conhecimentos sobre português e a lusofonia.

"Comecei a estudar português no meu segundo ano na Universidade de York", esclarece a jovem, adiantando que "embora tivesse algum conhecimento" – ambos os pais são portugueses e falam a língua – o seu objectivo era melhorar as suas capacidades orais e de escrita.

"Aprendi não só essas habilidades, mas também tive a oportunidade de aprender sobre as diferentes culturas e maneiras como o português é usado no mundo", destaca Vanda Mota ressalvando que "ao longo dos restantes anos do programa, me envolvi com colegas de classe e desenvolvi grandes amizades com pessoas que também estavam interessadas em Estudos Portugueses e Luso-Brasileiros".

Na sua avaliação, "todos nós viemos de diferentes origens, mas fomos capazes de nos unir e ajudar uns aos outros a aprender, pois cada um de nós tinha algo a contribuir".

Graças ao apoio contínuo das educadoras da Universidade de York, Vanda Mota decidiu seguir uma licenciatura em Estudos Portugueses, para além de História.

Em particular, destacou, as Professoras Inês Cardoso e Maria João Dodman mostraram-lhe a alegria de aprender mais sobre a sua cultura e o mundo lusófono, ensinando-lhe também como melhorar e envolver-se com a língua, as suas culturas e a literatura de forma significativa.

"Este prémio tem sido uma surpresa maravilhosa, e gostaria de agradecer a todos os envolvidos no seu processo de criação e apoio", salientou a jovem que dirigiu "um agradecimento especial aos professores e à Sra. Gabriela Cavaco, gerente do Banco Santander Totta (em Toronto), por me terem proporcionado esta oportunidade"

A cerimónia oficial de entrega dos prémios está provisoriamente marcada para Fevereiro.

O prémio "Pedras Negras: Espírito Açoriano" foi criado em homenagem a José Dias de Melo, autor do romance Pedras Negras (1964) e popularmente conhecido como "o escritor das baleias" devido ao seu extenso trabalho sobre a indústria baleeira e a saga do povo açoriano, mas também reconhecido como defensor convicto da igualdade, dignidade, justiça social e liberdade.


Voltar a Sol Português