CANADÁ EM FOCO


Rogers Centre vai passar por renovação de 300 milhões de dólares

Pela primeira vez em 33 anos, a casa dos Toronto Blue Jays, equipa da liga profissional de Basebol (MLB), vai passar por uma grande renovação, estimada em 300 milhões de dólares, que transformará o recinto desportivo da cidade num estádio de classe mundial.

Os responsáveis do clube anunciaram o projecto de modernização do espaço, com financiamento privado, que, segundo eles, visa proporcionar uma experiência moderna aos apreciadores do jogo e construir instalações de elite para os jogadores.

A primeira fase das obras de renovação arrancará no período não desportivo da temporada 2022-2023, começando com o campo externo de nível 100 e nível 200.

Essas áreas de estar terão o que os Jays chamam de novos "espaços sociais" com esplanadas, áreas para consumo de bebidas, bares e plataformas de observação.

Os "Bullpens", onde os lançadores fazem o aquecimento, serão elevados e cercados por novos lugares para que os torcedores possam estar ainda mais próximos dos seus jogadores favoritos.

No nível 500, haverá dois novos pisos sociais, semelhantes ao actual WestJet Flight Deck, onde os adeptos podem tomar uma bebida e socializar com outros adeptos, independentemente de onde estejam os seus lugares.

Além disso, todos os lugares do nível 500 serão substituídos – algo que não aconteceu desde que o espaço foi inaugurado.

Ao nível do campo de jogo, há planos para construir uma sala familiar para as famílias dos jogadores, uma sala de musculação de 5.000 pés quadrados, bem como vestiários.

Segundo o clube, todos esses projectos serão concluídos na offseason e não afectarão os jogos de basebol.

A segunda fase de renovação arrancará na off-season de 2023-2024 e incluirá modernizações para o "100 level infield", clubes premium e espaços sociais de nível de campo, além das instalações do clube e dos jogadores.

O Rogers Centre foi inaugurado em 1989, sendo conhecido na altura por Sky Dome, tendo um custo aproximado de 570 milhões de dólares, ou cerca de mil milhões de dólares ao câmbio actual, e foi o primeiro estádio construído com um tecto motorizado totalmente retráctil.

Há dois anos, uma reportagem no Globe and Mail sugeriu que os Jays e a promotora imobiliária Brookfield Asset Management Inc. estavam a trabalhar nos planos para um novo estádio no centro da cidade. Os Blue Jays confirmaram mais tarde que estavam a "explorar as suas opções" em relação ao futuro do Rogers Centre, mas suspenderam o trabalho durante a pandemia da Covid-19.

Conforme noticiado anteriormente pela TSN, o clube acredita que as obras de renovação, que terão o escritório de arquitectura Populous no comando, prolongarão a vida útil do estádio por mais 10 a 15 anos.


Voltar a Canadá em Foco


Voltar a Sol Português