SUPLEMENTO DESPORTIVO


FC Porto pragmático vence Rio Ave e pressiona líder Sporting

O FC Porto venceu segunda-feira o Rio Ave, por 2-0, em partida da I Liga portuguesa de futebol, em que os `dragões', mesmo sem deslumbrar, se revelaram pragmáticos, perante um adversário que só despertou após o intervalo.

Os `azuis e brancos' corporizaram uma primeira parte de maior pressão e melhor futebol com um golo de Luis Diáz, aos 44 minutos, e apesar de sentirem mais dificuldades no segundo tempo, resolveram o desafio com outro tento, apontando por Evanilson, aos 74.

Com este triunfo, os `dragões', que continuam no segundo lugar, encurtaram, à condição, a distância para o líder Sporting, somando 38 pontos.

Já o Rio Ave, que na segunda-feira estreou o novo técnico Miguel Cardoso, somou o terceiro jogo (...)

consecutivo na Liga sem vencer, e segue no 12.º posto, com 15 pontos, apenas mais dois em relação à zona de despromoção.

Apesar do intenso ciclo de jogos a que têm sido sujeitos, os `azuis e brancos' impuseram cedo um ascendente e não demoraram a criar as primeiras oportunidades de golo, com Luis Diáz, logo aos quatro minutos, após assistência de Marega, a rematar por cima.

Esta madrugadora ameaça do FC Porto forçou o Rio Ave a assumir uma postura mais expectante e defensiva, tentando responder com saídas para o contra-ataque, nomeadamente numa arrancada de Gelson Dala, travada com saída corajosa do guardião portista Marchesin.

Apesar desta tentativa de resposta dos vila-condenses, o FC Porto controlava, nesta fase inicial, o jogo sem dificuldades, dispondo de mais duas excelentes oportunidades para inaugurar o marcador por Marega e Luis Diáz.

O avançado colombiano dos `dragões' acabou, já perto do intervalo, por derrubar a resistência dos forasteiros, que até então tinham mostrado muita coesão defensiva, explorando uma brecha no último lance desta primeira parte.

Após cruzamento de Zaidu, Luis Diáz assistiu Taremi, que ainda esboçou um primeiro remate, que Kieszek defendeu, mas, na recarga, o sul-americano do FC Porto empurrou para o 1-0, aos 44 minutos.

Percebendo as dificuldades da sua equipa em armar jogo ofensivo, o técnico do Rio Ave, Miguel Cardoso, lançou Francisco Geraldes para o lugar de Carlos Mané, no arranque da segunda parte.

Com a mexida, a equipa da foz do Ave até reentrou no jogo com mais dinâmica, deixando avisos num par de remates de Gelson Dala e num cabeceamento de Ronan, que embateu nos pés de Mbemba, quase traindo o guarda-redes Marchesin.

Do outro lado, o FC Porto, mesmo com mais posse de bola, denotava menos frescura física e não conseguia repetir o ritmo e a pressão da etapa inicial, sentindo dificuldades para delinear a suas investidas.

No entanto, na parte final, os locais colheram frutos da aposta de Sérgio Conceição em Evanilson, com o avançado brasileiro, lançado no jogo aos 67 minutos, a mostrar-se decisivo, ao finalizar uma jogada de insistência da Taremi, em contra-ataque, apontando o golo da tranquilidade, aos 74.

Mesmo com a vantagem mais pronunciada, os vila-condenses ainda insistiram, com alguns remates, mas já sem clarividência para desequilibrar o marcador.


Voltar a Golo


Voltar a Sol Português