SAÚDE & BEM ESTAR


Covid-19: Pampilhosa da Serra combate isolamento em tempo de pandemia

A Câmara da Pampilhosa da Serra realçou terça-feira (2) o trabalho social realizado no âmbito do projecto "100 idade", após um ano de actividade com uma aposta no combate ao isolamento dos idosos do concelho.

Em declarações à agência Lusa, a vereadora Alexandra Tomé fez um "balanço positivo" desta intervenção, que envolve a autarquia e diversas instituições, num "esforço de aproximação às pessoas idosas mais isoladas", com o objectivo de "retardar um pouco a sua institucionalização".

O projecto comunitário "100 idade", que acaba de completar um ano de existência, deverá "ter impacto naquilo que vão ser as respostas futuras" a estes problemas, acrescentou.

Alexandra Tomé, vereadora da acção social, educação e saúde, entre outros pelouros, frisou que a iniciativa "visa sobretudo garantir qualidade de vida" aos destinatários, com uma preocupação reforçada desde que eclodiu a pandemia da covid-19 em Portugal, há 11 meses.

"No actual contexto de pandemia, o projecto continua a combater o isolamento social e a solidão", quando a emergência sanitária "obriga ao encerramento de casas de convívio e, com o dever de confinamento, a população deixa de poder reunir-se com vizinhos e familiares", informa em comunicado a Câmara da Pampilhosa da Serra, presidida pelo social-democrata José Brito.

O projecto resulta de uma parceria entre a Associação de Solidariedade Social de Dornelas do Zêzere, a Cáritas Diocesana de Coimbra e a Santa Casa da Misericórdia de Pampilhosa da Serra, através do programa "Parcerias para o impacto" da Portugal Inovação Social, tendo como investidores sociais o município e a Fundação José Fernando Nunes Barata.

Os trabalhos regulares são assegurados por técnicos das instituições e do Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal, além de outros profissionais contratados para o efeito.

"A equipa tem mantido a realização de intervenções junto dos seus inscritos, nomeadamente com a entrega, à porta de casa, de exercícios lúdicos de estimulação motora e cognitiva, mantendo assim o vínculo e o elo de ligação com a comunidade", adianta a nota, salientando ainda os contactos telefónicos com os idosos deste concelho montanhoso do interior do distrito de Coimbra.

Desde Março, quando foi decretado o primeiro estado de emergência, "foram abrangidas 38 das 109 localidades do concelho, correspondendo a mais de 150 pessoas".

"Tanto no terreno, como por telefone, a equipa do `100 idade' garante que a receptividade da população tem sido muito boa e o `feedback' não podia ser mais positivo", segundo o município.

Os dois eixos principais de intervenção são a "promoção do bem-estar físico e da mobilidade", e "promoção do bem-estar emocional, ocupacional, social e cultural".


Voltar a Saúde


Voltar a Sol Português