ARTES E CULTURA


Três principais núcleos rupestres da Arte do Côa abertos ao público

O Parque Arqueológico do Vale do Côa reabriu segunda-feira ao público as visitas tradicionais aos três núcleos de arte rupestre: Penascosa, Canada do Inferno e Ribeira de Piscos.

"As visitas em viaturas todo-o-terreno respeitam a lotação máxima de dois terços da sua capacidade habitual, e há novas regras de distanciamento social, etiqueta respiratória e segurança sanitária", indica fonte do parque.

O Museu do Côa e os seus parceiros, devidamente credenciados para a realização de visitas no parque, possuem o selo "Clean & Safe", emitido pelo Turismo de Portugal.

O Parque Arqueológico do Vale do Côa detém mais de mil rochas com manifestações rupestres, identificadas em mais de 80 sítios distintos, sendo predominantes as gravuras paleolíticas, executadas há cerca de 30.000 anos.


Voltar a Artes e Cultura


Voltar a Sol Português