CANADÁ EM FOCO


Incidência de cancro diminui, mas os números estão previstos continuar a aumentar

A taxa geral de diagnóstico de cancro está a diminuir no Canadá, mas o envelhecimento e o crescimento da população significam que o número de casos e mortes devido à doença deve aumentar, de acordo com um novo estudo. As taxas de cancro projectadas para 2022 apontam para que o cancro do pulmão seja responsável por quase um quarto de todas as mortes por cancro.

O estudo, publicado na segunda-feira no Canadian Medical Association Journal (CMAJ), estima que 233.900 novos casos de cancro serão diagnosticados no Canadá este ano, acima dos estimados 229.200 casos em 2021. Já ao nível do número de mortos em 2022, é estimado que este seja de 85.100, face aos 84.600 registados no ano passado.

Os autores observaram que o impacto potencial da Covid-19 na incidência e mortalidade por cancro não foi incluído nas projecções do estudo. No início deste ano, um relatório do Ontário descobriu uma queda de 34% nas pessoas diagnosticadas com cancro na província em 2020, durante as primeiras vagas da pandemia, provavelmente devido a um sistema de saúde sobrecarregado e menos visitas ao médico. O declínio acentuado levantou preocupações sobre as consequências da detecção de cancro em estágios posteriores.

No último estudo, é estimado que 24,3% das mortes por cancro sejam atribuídas ao cancro do pulmão, enquanto que o cancro colorretal deve responder por 11%, disseram os pesquisadores. Estima-se que o cancro do pâncreas represente 6,7% das mortes, enquanto que o cancro de mama deverá corresponder a 6,5% das mortes.

Os pesquisadores fizeram projecções para 22 tipos de cancro, discriminados por sexo e geografia, e descobriram que quatro tipos principais de cancro serão responsáveis por 46% – quase metade – de todos os novos diagnósticos de cancro este ano: 30.000 casos de cancro do pulmão, seguidos por 28.900 casos de cancro da mama, 24.600 casos de cancro da próstata, e 24.300 casos de cancro colorretal.

Segundo o estudo, é ainda projectado que as províncias na parte Leste do território tenham uma maior taxa de incidência e mortalidade do que as províncias do lado Oeste.

Entre os homens, um em cada cinco diagnósticos será de cancro da próstata, seguido do cancro do pulmão. Entre as mulheres, o cancro da mama é responsável por um em cada quatro diagnósticos, também à frente do cancro do pulmão, que corresnponde a 13% dos casos.

Estima-se que 43% dos canadianos serão diagnosticados com algum tipo de cancro durante a vida, de acordo com o relatório da Canadian Cancer Statistics de 2021, matando mais canadianos do que qualquer outra fonte. Após o ajuste para padronizar as faixas etárias, estima-se que os homens tenham uma taxa de mortalidade 34% maior do que as mulheres.

Apesar desses números, no entanto, o prognóstico para muitas formas de cancro melhorou significativamente nos últimos 30 anos.

O estudo é baseado em dados do National Cancer Incidence Reporting System de 1984 a 1991, e do Canadian Cancer Registry, entre 1992 e 2018, para novas incidências. O banco de dados de óbitos da Canadian Vital Statistics foi usado para dados de mortalidade de 1984 a 2019.

Os autores disseram que, embora os dados mais recentes e completos disponíveis tenham sido usados para as suas análises, as complexidades em torno do registo e verificação do cancro significam que há um atraso considerável na recolha de dados.


Voltar a Canadá em Foco


Voltar a Sol Português