SUPLEMENTO DESPORTIVO


Síntese I Liga de Futebol | 32.ª jornada:

Sporting adia decisão do título mais uma semana e garante `Champions'

Sem surpresa, o Sporting goleou o Gil Vicente, por 4-1, adiando por mais uma semana a decisão da I Liga portuguesa de futebol, ao mesmo tempo que garante o acesso à próxima Liga dos Campeões.

Com 32 jornadas concluídas, e duas por disputar, os `leões' continuam matematicamente a poderem ser campeões, já que estão a seis pontos do líder FC Porto, com quem têm vantagem no confronto directo.

Resolvida fica, desde já, a questão do acesso directo à `Champions', já que os 79 pontos deixam os `verde e brancos' com oito a mais do que o Benfica, que já não pode atingir a vice-liderança, nas duas jornadas que há por cumprir.

Com um jogo seguro e personalizado, no estádio José Alvalade, o ainda campeão nacional desperdiçou uma `mão cheia' de ocasiões, mas ainda assim chegou à goleada.

O espanhol Pablo Sarabia, de grande penalidade, aos 21 minutos, e o inglês Marcus Edwards, aos 36, fizeram os golos dos `leões' na primeira parte, que, mesmo a terminar, viu o golo gilista, do espanhol Fran Navarro, aos 45+2.

Mais dois golos no segundo tempo e ambos para a formação anfitriã, com o autogolo de Lucas Cunha, aos 53, e tendo de Pedro Gonçalves, aos 63, de grande penalidade.

Por seu lado, o FC Porto venceu sábado (30) na recepção ao Vizela por 4-2 e ficou ainda mais perto de conquistar o título nacional.

Os `dragões' chegaram facilmente aos 2-0, com golos de Evanilson, aos 21 minutos, e de Taremi, aos 28, este na conversão de uma grande penalidade, mas o Vizela ainda `assustou', quando chegou ao empate, com tentos de Alex Mendez, aos 36, e de Nuno Moreira, aos 49.

A reacção `azul e branca' não tardou e Chancel Mbemba, aos 57, e novamente Taremi, aos 87, fizeram os golos que ditaram o triunfo portista.

Já o Benfica, um golo de Darwin Nuñez permitiu também no sábado ao clube vencer em casa do Marítimo por 1-0, num encontro entre equipas com a classificação definida.

O golo do avançado uruguaio surgiu logo no segundo minuto de jogo e permitiu a Darwin ganhar ainda mais avanço na lista dos melhores marcadores da prova, contando agora 26 tentos, mais oito do que o iraniano Mehdi Taremi, do FC Porto, segundo classificado, num encontro em que o Marítimo jogou com menos uma unidade desde os 42 minutos, depois da expulsão, com vermelho directo, de Cláudio Winck.

Com os terceiro e quarto lugares já definidos, para Benfica e Sporting de Braga, o Gil Vicente ainda é quinto, com 48 pontos, mais quatro do que o Vitória de Guimarães, que desperdiçou ocasião soberana para se aproximar, já que empatou 1-1 na recepção ao `tranquilo' Santa Clara.

O colombiano Oscar Estupinan abriu para os vitorianos, aos 32 minutos, após o que os três pontos para a formação da casa se `esfumaram' aos 55, com a grande penalidade que o brasileiro Allano cobrou.

Se tivesse vencido, o Vitória de Guimarães ganhava ascendente na corrida para o quinto lugar, que dá acesso às competições europeias, já que, na última ronda, se perspectiva o `clássico' minhoto Vitória de Guimarães-Gil Vicente.

Ao perder em casa com o Boavista, por 2-1, o Moreirense complicou ainda mais a sua situação, em que se perspectiva nova descida de divisão ou, pelo menos, o `play-off' de subida/descida.

Os `axadrezados' verdes estão com 26 pontos e a primeira equipa acima da linha `crítica' é o Arouca, com 30.

Em Moreira de Cónegos, Kenji Gorré, de Curaçau, adiantou os boavisteiros, aos 20, e a dois minutos do fim Rafael Martins deu esperanças à equipa da casa, com o empate.

Mas a história ainda não estava toda `escrita' e, aos 89, o croata Peter Musa deu a vitória às `panteras'.


Voltar a Golo


Voltar a Sol Português