PENA & LÁPIS


Toronto:

A Guerra Fria e as suas consequências - I

Por Idalina da Silva

Sol Português

As consequências da Guerra Fria, com início pouco depois do fim da Segunda Guerra Mundial, no final da década de 1940 até 1991, podem dar uma perspectiva do porquê da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Após a Segunda Grande Guerra dois países ficaram com o estatuto de potência mundial: Estados Unidos e União Soviética. A Guerra Fria – conflito político e ideológico que teve como protagonistas estes dois países, que representavam duas ideologias distintas: capitalismo e socialismo, respectivamente – foi o resultado da sua disputa pela hegemonia mundial.

A situação teve um profundo impacto em todo o mundo ao longo da segunda metade do século XX, em diversas formas. e resultou em disputas acesas nos campos económico, desportivo e científico, além da clara disputa política e ideológica. A rivalidade e as disputas geopolíticas levaram à deflagração de uma série de conflitos noutras partes do mundo.

Os historiadores consideram um discurso do Presidente norte-americano Harry Truman, proferido em 1947, como o ponto de partida para o início da Guerra Fria. Nesse discurso, Truman pedia um aumento das verbas para que os Estados Unidos conseguissem travar o avanço do comunismo pelo mundo.

Daí nasceu a chamada Doutrina Truman, ideologia que reunia o conjunto de medidas tomadas pelos Estados Unidos nesse sentido e no qual se enquadrou também o Plano Marshall, nome dado ao projecto de financiamento dos países europeus que haviam sido destruídos durante a Segunda Guerra Mundial.

Entre 1947 e 1991 puderam-se observar várias acções, como a corrida armamentista, uma vez que a disputa entre americanos e soviéticos fazia com que o clima de guerra entre os dois lados levou ambas s duas nações a investirem fortemente no desenvolvimento de armas.

Houve também, nesse período, a corrida ao espaço, com a rivalidade entre americanos e soviéticos a fazer com que os dois países investissem no desenvolvimento tecnológico necessário. Os soviéticos foram os primeiros a colocar um satélite em órbita, um animal e um ser humano, e os americanos levaram o primeiro ser humano à lua.

A interferência estrangeira foi também uma marca desse conflito, uma vez que soviéticos e americanos disputavam a sua influência em diversos países considerados estratégicos, do ponto de vista geopolítico. Tudo isso originou conflitos em regiões da Ásia, África e golpes de Estado na América Latina.

Durante essa era houve uma outra característica marcante da Guerra Fria: a polarização do mundo em dois grandes blocos – um em apoio aos Estados Unidos e adepto do capitalismo, e outro em apoio à União Soviética e adepta do comunismo. A formação desses blocos ocasionou a formação duma série de tratados económicos e militares.

No campo económico destacou-se a formação da União Europeia, entre as nações capitalistas da Europa Ocidental, e do Comecon, formado pelas nações socialistas do leste europeu.

Por sua vez, no campo militar destacou-se a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN/NATO), liderada pelos EUA, e o Pacto de Varsóvia, liderado pela URSS.

(continua na próxima edição)


Voltar a Pena & Lápis


Voltar a Sol Português