SAÚDE & BEM ESTAR


Ordem dos Médicos do Norte distingue estudo sobre tratamento de tumor cerebral maligno

A Secção Regional Norte da Ordem dos Médicos distinguiu sexta-feira (29), na 5.ª edição do Prémio Banco Carregosa/SRNOM, uma investigação que revelou avanços no tratamento do glioblastoma, o tipo mais comum e agressivo de tumor maligno cerebral.

Em comunicado, a Secção Regional Norte da Ordem dos Médicos (SRNOM) revela que na 5.ª edição do Prémio Banco Carregosa/SRNOM foi distinguido o trabalho do investigador Bruno Miguel Fernandes de Carvalho no projecto "Caracterização de factores angiogénicos no glioblastoma: potencial aplicação como biomarcadores na terapêutica com bevacizumab [fármaco] ".

Citado no documento, o investigador esclarece que os avanços no tratamento do glioblastoma [o tipo mais comum e agressivo de tumor maligno cerebral] são "imprescindíveis" para melhorar o "mau prognóstico" dos doentes.

A investigação, conduzida com esse propósito, tentou identificar potenciais biomarcadores clínicos e tumorais de resistência e resposta do tumor no decorrer do tratamento anti-angiogénico.

"Os resultados revelaram características clínicas associadas a um maior controlo da doença, mas também marcadores tumorais associados a pior resposta à terapêutica e a resistência precoce", refere Bruno Miguel Fernandes de Carvalho.

A selecção de doentes e terapêuticas personalizadas tendo por base biomarcadores são "fundamentais" para evitar tratamentos ineficazes e optimizar os resultados terapêuticos.

"É fundamental a realização de estudos adicionais com validação prospectiva e multicêntrica para a incorporação na prática clínica e na estratificação de doentes em ensaios clínicos", acrescenta o investigador.

A par do trabalho desenvolvido por Bruno Miguel Fernandes de Carvalho, foram atribuídas na 5.ª edição do Prémio Banco Carregosa/SRNOM menções honras aos investigadores Joana de Brito Barroso Monteiro, com o projecto "Mecanismos Cerebrais de Dor na Osteoartrose", e Pedro Filipe Pereira Gouveia, com o projecto "Breast 4.0".

Ao vencedor do Prémio Banco Carregosa/SRNOM, que visa estimular e premiar trabalhos e projectos na área da investigação clínica, foi atribuído um prémio no valor de 20 mil euros e às duas menções honrosas um prémio de cinco mil euros.


Voltar a Saúde


Voltar a Sol Português