1ª PÁGINA


Associação Cultural do Minho celebrou Carnaval na Casa das Beiras

Jonathan Costa
Sol Português

Foi ao som das concertinas dos artistas Pedro Gomes e Marco Amorim, ambos vindos de Arcos de Valdevez, que a Associação Cultural do Minho de Toronto (ACMT) celebrou no passado sábado (29) o Carnaval.

O serão, que se realizou nas instalações da Casa das Beiras, incluiu um jantar convívio após o que a dupla alegrou a noite com a sua energia, ritmo e boa disposição, levando dezenas de pessoas à pista de dança para bailarem efusivamente ao som de variados temas da música popular portuguesa.

Alexandre Silva, presidente executivo da ACMT, viria a pronunciar-se publicamente na abertura do encontro para agradecer a presença e o apoio dos sócios e visitantes.

"Muito obrigado a todos vocês, à Casa das Beiras, a todos os que tornam esta e todas as nossas noites possíveis", salientou o dirigente ao anunciar estarem prestes "a celebrar novamente o melhor da cultura minhota, com toda a alegria, convívio e orgulho que sempre demonstramos".

Em declarações ao jornal Sol Português, Alexandre Silva viria ainda a abordar a importância de terem uma forte presença jovem na associação, algo que se destaca e do qual se orgulha.

"Eles são o nosso futuro, temos que lhes dar uma oportunidade, uma voz", afirmou o dirigente que considera essencial que a juventude sinta que tem um lugar de destaque nas colectividades portuguesas.

"Os jovens têm que se sentir incluídos, têm que ter um sentido de responsabilidade", algo que a seu ver é uma característica da ACMT onde "eles sabem que são uma parte crucial da nossa casa e da nossa família", referiu.

"Apoiamos todas as suas iniciativas e os nossos jovens são fantásticos; às vezes já nem precisam da nossa ajuda, conseguem organizar tudo certinho entre eles", destacou, acrescentando: "sinto-me muito orgulhoso deles".

Entre os convidados nessa noite encontrava-se a deputada provincial Marit Stiles, que representa o distrito de Davenport e foi a próxima a discursar, prometendo visitar o Minho num futuro próximo.

"Estou a aprender cada vez mais sobre a cultura minhota e sem dúvida nenhuma irei visitar o Minho sem falta; ouvi dizer que é o berço de Portugal", reforçou a deputada, que entregou um certificado oficial comemorativo da ocasião ao presidente Alexandre Silva.

Bernardino Nascimento, que preside ao Executivo da Casa das Beiras, destacou a longa amizade existente entre as duas colectividades, bem como com o presidente da ACMT.

"Já conheço o Alexandre há mais de 40 anos, do tempo dos Viriatos, de quando jogávamos futebol juntos", destacou Bernardino Nascimento, considerando-o "um excelente homem e presidente".

Com respeito ao facto de nessa noite a colectividade beirã ser anfitriã de um evento da ACMT, Bernardino Nascimento louvou a iniciativa, declarando estarem "todos de parabéns" e considerando "um prazer enorme acolhermos esta associação que, tal como nós, se dedica aos jovens da nossa comunidade e à celebração da sua região e das suas tradições".

À conclusão das formalidades o serão passou para o domínio da animação musical, com Pedro Gomes a encher o salão de ritmo e energia com os sons da sua concertina e a ser de imediato ovacionado e alvo de fervorosos aplausos.

O jovem estava inicialmente previsto ser acompanhado nesta deslocação pelo pai, José Gomes – ambos formam a dupla "Concertinas dos Gomes" – mas por razões profissionais o pai não pôde fazê-lo.

Marco Amorim ocupou o seu lugar, demonstrando não só talento na concertina como uma bela sintonia com Pedro Gomes na interpretação de variados temas tradicionais minhotos e da música popular portuguesa.

"É um prazer enorme poder estar aqui, deste lado do mundo, a trazer a música e a cultura portuguesa a estes emigrantes que nos acolheram tão bem", destacou Pedro Gomes em declarações à nossa equipa de reportagem, rematando que "são noites como estas que marcam as nossas carreiras".

Uma vez terminado o espectáculo de concertinas, Marco Amorim assumiu o papel de DJ e no comando da mesa de som, posicionada no centro do palco, convocou todos à pista de dança.

Dos mais miúdos aos mais graúdos, todos responderam ao convite, dançando ao som de variados temas da música popular minhota, portuguesa e latina, num ambiente marcado pela alegria, boa disposição e confraternização.

"É lindíssimo vermos uma casa cheia de caras sorridentes, a dançarem apaixonadamente ao som da tua música", destacou Marco Amorim em declarações ao jornal Sol Português.

"Estou a adorar Toronto, o Canadá, e espero poder repetir esta experiência brevemente", afirmou.


Voltar a Sol Português