1ª PÁGINA


Estudo científico quer registar vivência e integração da comunidade de origem açoriana

"Identidades e Trajectórias de Vida de Pessoas Idosas Emigrantes Açorianas no Canadá"

Um projecto de investigação científica denominado "Identidades e Trajectórias de Vida de Pessoas Idosas Emigrantes Açorianas no Canadá" (IDentidades 65+) está actualmente a decorrer em Toronto junto da comunidade portuguesa oriunda dos Açores.

Coordenado por Teresa Medeiros, professora catedrática do Departamento de Psicologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade dos Açores, o projecto é dinamizado por uma equipa que, para além da coordenadora, é constituída por professores catedráticos de universidades canadianas e portuguesas.

Segundo a responsável, os objectivos do estudo incluem: registar as memórias mais marcantes das trajectórias de vida de pessoas idosas emigrantes; verificar se a língua, o background e o contexto de acolhimento no Canadá influenciam nos processos de envelhecimento; e compreender os factores facilitadores do envelhecimento construtivo, com bem-estar.

A par destes, conhecer os apoios e as estratégias de superação na vivência da situação de maior isolamento devido à situação pandémica decorrente da covid-19, constitui também uma das linhas programáticas do estudo IDentidades 65+.

A equipa está actualmente no Canadá, particularmente na zona de Toronto, tendo já reunido na Casa dos Açores do Ontário, e com planos para a realização de encontros também com outras organizações e centros de dia da comunidade portuguesa.

Em declarações ao jornal Sol Português, Teresa Medeiros esclarece que o projecto teve "apenas um apoio reduzido da Direcção das Comunidades do Governo Regional dos Açores", mas que "gostaria muito de ter condições financeiras para [o] ampliar" por forma a poder "registar as memórias e os depoimentos dos nossos emigrantes açorianos, de primeira geração, em número significativo".

A coordenadora do estudo salienta que é importante esta recolha, considerando que "os emigrantes portugueses, incluindo os açorianos, foram e são pessoas muito lutadoras, com uma grande capacidade de trabalho e de resiliência, e que dignificaram e dignificam a nossa identidade açoriana com grande nobreza" neste país de acolhimento.


Voltar a Sol Português