1ª PÁGINA


Aniversário da Casa das Beiras de Toronto:

Noite de gala atrai entidades políticas canadianas e portuguesas

Por Jonathan Costa
Sol Português

Foi com um jantar de gala e um animado espectáculo musical que a Casa das Beiras de Toronto assinalou no passado sábado (2) o 19.º aniversário, reunindo mais de duas centenas de pessoas nas suas instalações, incluindo entidades políticas dos três níveis governamentais canadianos e representantes do governo português.

No salão de festas, decorado a rigor e no centro do qual se destacava um bolo de aniversário com o brasão da colectividade, cada uma das mesas apresentava um arranjo de rosas vermelhas em torno das quais as caras sorridentes de familiares e amigos recordavam bonitas memórias e bons tempos passados nesta casa.

O harmonioso cenário levou Bernardino Nascimento a manifestar-se "imensamente feliz e orgulhoso" por ver a sala cheia, destacando à nossa reportagem sentir-se profundamente grato pelo "trabalho dos voluntários que tornaram não só esta noite possível, como os nossos 19 anos de existência".

O presidente do Executivo da Casa das Beiras salientou ainda que "esta é uma casa de todos os portugueses", independentemente de serem ou não naturais das três regiões beirãs, pelo que têm "sempre as portas abertas a todos os que quiserem fazer parte da nossa família".

No início do serão, que teve como mestre-de-cerimónias a radialista da emissora CHIN FM, Fátima Martins, e enquanto se dava início ao serviço de jantar, Bernardino Nascimento viria a reafirmar precisamente essa mensagem, desta vez publicamente.

"Quero agradecer o trabalho de todos os que tornaram esta noite possível, assim como a todos vocês que decidiram passar esta noite connosco", manifestou o dirigente, assegurando: "somos uma família unida e partilhamos um grande amor por esta casa, esperamos agora por muitos mais anos de vida, de sucesso e felicidade neste estabelecimento que será sempre a casa de todos os portugueses".

Com várias entidades convidadas a manifestarem-se, a primeira voz foi a da presidente do PSD de Toronto, Paula Medeiros, que felicitou a instituição aniversariante congratulando "toda a Direcção e voluntários que se dedicam dia e noite, muitas vezes sacrificando o tempo com as suas famílias, para tornaram tudo isto possível", e cuja actividade, como ali ficou exemplificado, "deixa todos os portugueses cheios de orgulho".

Seguiu-se a deputada federal Julie Dzerowicz, que viria a entregar um certificado à Casa das Beiras, em seu nome e do Primeiro-Ministro Justin Trudeau, como "símbolo do nosso respeito e orgulho por este estabelecimento tão importante para esta cidade e para esta comunidade".

A representante do governo canadiano fez questão de se pronunciar em português durante parte do seu discurso e considerou "uma honra estar neste sítio, tão acolhedor, onde me sinto tão em casa" elogiando-o como "um espaço onde é celebrada a vossa cultura portuguesa e onde demonstram todo o vosso patriotismo e orgulho nas vossas raízes".

Também a deputada provincial Marit Stiles viria a proceder à entrega de um certificado alusivo à efeméride, "em nome [da líder] Andrea Horwath e do partido" da Nova Democracia (NDP) do Ontário, formulando votos de um feliz aniversário.

"Queremos realçar a importância de todos os portugueses para o desenvolvimento desta cidade, deste país", referiu a deputada, salientando terem sido "cruciais para o seu crescimento" e merecedores por isso de um agradecimento por "tudo o que fizeram ao longo dos anos pela comunidade portuguesa e pela cidade de Toronto".

Por fim, e desta feita da esfera municipal, a vereadora Ana Bailão pronunciou-se sobre a influência que a Casa das Beiras teve na sua vida, declarando-se orgulhosa por "ter sido recentemente nomeada como representante oficial desta casa", da qual "tantos de nós partilhámos memórias e momentos inesquecíveis" e que "vai ficar sempre no nosso coração".

A única voz portuguesa na Assembleia Municipal, Ana Bailão apresentou um certificado "em nome [do presidente da Câmara] John Tory, e de toda a Câmara Municipal de Toronto" alusivo "a esta data especial", deixando ainda "a todos os voluntários um muito obrigado pela vossa dedicação e empenho", concluiu.

Finalizado o jantar e após uma breve pausa, Fátima Martins dirigiu-se ao público, desta feita para ler uma carta enviada por Maria Helena Rosa de Teodósio e Cruz Gomes de Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Cantanhede que, devido a outros compromissos, não conseguiu aceder ao convite para estar presente neste encontro.

"Não é fácil gerir uma agenda repleta de compromissos institucionais, lamento o facto de não poder corresponder a tal honrosa cortesia", destacou o autarca, deixando no entanto um agradecimento por "tudo o que fazem pela representação da nossa cultura beirã desse lado do oceano Atlântico – estamos imensamente orgulhosos de todos vocês e dessa maravilhosa casa que irá certamente continuar a brilhar ao longo de muitos mais anos", afirmou na missiva.

Momentos depois foi o novo cônsul-geral de Portugal em Toronto, Rui Gomes, a pronunciar-se publicamente, trazendo consigo igualmente uma mensagem do representante de Portugal em Otava.

Como referiu, o embaixador João da Câmara "não se encontra no Canadá, mas pediu-me para deixar um feliz aniversário e um grande obrigado a todos".

Na sua alocução o cônsul fez questão de salientar o espírito de confraternização que existe entre as associações portuguesas, referindo ainda "a presença de tantas figuras ilustres políticas" nessa noite, o que, considerou, "demonstra a grandiosidade desta casa e a sua importância na vida de todos nós".

Esta foi a primeira visita oficial de Rui Gomes à Casa das Beiras desde que assumiu funções no final do Verão e momentos antes havíamos indagado junto do diplomata sobre a sua impressão dessa noite.

Recebido "com imenso carinho", como destacou, Rui Gomes declarou-se satisfeito sobretudo ao notar "a presença de imensos membros de outras associações e casas comunitárias portuguesas", uma demonstração de "união entre nós" que "nos fortalece e demonstra a grandiosidade da nossa comunidade e desta casa que nos representa tão bem há vários anos, e que certamente o continuará a fazer por muitos mais".

O serão tinha ainda prevista mais uma alocução, desta feita de José Cesário, deputado à Assembleia da República de Portugal e amigo de longa data do dirigente da colectividade beirã.

"Já conheço o Bernardino, assim como o seu pai, há imensos anos", confessou o político, considerando que "toda a sua dedicação a esta casa, à sua equipa, merece uma fervorosa salva de palmas, tal como os voluntários, que formam a fundação deste estabelecimento que acolhe todos os portugueses e se distingue como um epicentro da celebração da cultura portuguesa".

Como salientou: "a todos vocês, um enorme obrigado e um sincero desejo de um feliz aniversário".

As cerimónias concluíram com o tradicional corte do bolo de aniversário, que reuniu dirigentes e convidados, após o que se deu início ao serão dançante abrilhantado pela banda luso-canadiana Sagres.

Foi assim, com um espectáculo marcado por grandes êxitos da música portuguesa, brasileira e latina, que se concluíram as celebrações do aniversário da Casa das Beiras de Toronto, cujos responsáveis prometem irá continuar a promover e a celebrar a cultura e tradições das Beiras Alta, Baixa e Litoral com o mesmo empenho demonstrado ao longo dos últimos 19 anos.


Voltar a Sol Português