CANTINHO DA POESIA


Pátria Amada Gloriosa

Por Eduardo Duque
Sol Português

Oh Pátria amada gloriosa...
Vencerás ondas e ventos,
De teu chão sagrado, carinhosa
Pátria de Cristo seus intentos...

Semearás campo e searas,
O fruto da terra colherás...
Abraçarás quem recearás,
Do suor e lágrimas, ditarás!

Verás renascer a esperança
De cada estação florir...
A cor, credo, aliança...
Seres Pátria possuir!

Hás-de-ser no esforço, dedicação
Desfralda bandeira a seu regime...
O brindar da fé, raça, povo, Nação...
O querer de mentes, a ser sublime.

Oh Pátria amada gloriosa...
Não vos deixais iludir de encantos,
Para que no futuro poderosa...
Não chores pecados, de seus prantos!

Escutai atenta
Seus ruídos a ares...
Sede Profetas, quem acalenta
O dom de vencer, quem cuidares...

Quantas águas sulcaram, foram heróis
Distintos Patriotas...
Pisaram terras distantes, outros sóis...
Da alma, não mentiram, o querer devotas.

Por isso, escutai seus Poetas
Aqueles que ao céu já chegaram...
Criaram das pétalas, sinais despertas
Beberam o cálice da dor, não negaram!


Voltar a Poesia


Voltar a Sol Português