1ª PÁGINA


Cerimónia no Consulado:

Alunos de português recebem diplomas de certificação

Por João Vicente
Sol Português

O Consulado-Geral de Portugal em Toronto foi palco esta quarta-feira (7) de uma de duas cerimónias projectadas para a entrega de diplomas de certificação aos alunos de português do Distrito Escolar de Toronto no nível A1.

O evento serviu igualmente para distinguir aquela que foi considerada a melhor aluna de português, determinada em função da melhor nota registada no centro de exame de Toronto.

A entrega dos certificados de proficiência das aprendizagens em língua portuguesa – que será repetida no próximo dia 12 com alunos de outros níveis – reuniu cerca de seis dezenas de pais e alunos naquele posto consular.

Como anfitrião deste evento, o cônsul Luís Barros começou por elogiar os avós pelo papel importante que desempenham na manutenção da língua, não esquecendo as professoras que dedicam as suas vidas a ensinar a língua portuguesa.

A coordenadora do ensino do português no Canadá, Ana Paula Ribeiro, esclareceu que foram vários os centros de exame que administraram provas de certificação este ano e que para além deste, em Toronto, houve ainda um em Waterloo – que abrange a região de Cambridge e Kitchener – e outros em Otava, Montreal, Winnipeg e Edmonton.

O aluno com a melhor nota em cada um desses centros recebeu um prémio de 100 dólares, oferta da Caixa geral de Depósitos (CGD), além do brinde que acompanhou os certificados entregues a todos os alunos, também oferta daquela instituição bancária.

Conforme foi anunciado, a vencedora de Toronto no nível A1 foi Lara Araújo, que registou uma nota de 96 por cento.

Esta iniciativa, que se tem vindo a realizar nos últimos quatro anos, conta com cada vez mais aderência e se no ano passado houve cerca de 40 jovens a receber certificados, este ano o número duplicou, para mais de 90, pelo que foi necessário realizar duas cerimónias dado o espaço da galeria do Consulado já não comportar a totalidade dos pais e alunos.

Assim, nesta primeira cerimónia foram entregues certificados a crianças e jovens que completaram o nível A1, que é dividido entre os grupos A, B e C, consoante a idade.

No nível A1-A – que designa crianças dos 8 aos 10 anos – receberam certificados: Rodrigo Lino, Brianna Natal, Sofia de Sousa, Brianna Batista, Gabriel Oliveira, Isabella Ferreira e Afonso Ribeiro (da escola do First Portuguese); bem como Leah Vieira, Isaiah Frazão, David Martins, Samantha Botelho e Lara Araújo (Novos Horizontes); assim como Leah Janicas Costa (St. John Bosco); e Melanie Silva (St Mary of the Angels).

No nível A1-B – que engloba jovens dos 11 aos 14 anos – foram entregues certificados aos alunos: Iris Naranjo, Fábio Soares, Elisabeth Sousa, João da Silva, André Martins, Liliana Lima, Samantha Boaventura, Emma Boaventura, Cindy Botelho e Victória Silva (Novos Horizontes); assim como a Alyssa Vieira, Catarina Jorge, Celine Esteves, Daniel Ferros, Juliana Soares, Kiara Silva, Lara Azevedo, Nádia da Silva e Verónica Casais (St. Thomas Aquinas).

Este grupo incluiu também os alunos: Joana Morais e Silva e Rita Araújo (St. John Bosco); João Castro, Melissa Costa e Matthew Viana (First Portuguese); e ainda Amanda Caldeira (St. Francis of Assisi).

No nível A1-C – referente a jovens entre os 15 e 18 anos – apenas foi entregue um certificado, à aluna Sara Ferros, da St. Joseph College School.

Finda a atribuição dos certificados houve oportunidade para duas fotos de ocasião, uma com as professoras que receberam os diplomas em nome dos alunos que não puderam estar presentes e outra com todos os jovens que receberam pessoalmente os seus certificados.

Segundo Ana Paula Ribeiro, a preservação do ensino do português nas escolas públicas de Toronto – onde existem apenas cerca de 300 alunos registados – é problemática, no entanto refere que o sistema católico tem apostado no ensino da língua, contando com cerca de 3300 alunos.

Por isso mesmo, no dia 16 deste mês a coordenadora do ensino de português no Canadá e o cônsul irão proceder à assinatura de uma adenda ao memorando de entendimento que existe desde 2012 com a Direcção Escolar Católica, com vista à atribuição de 25.000 dólares ao programa de línguas das Escolas Católicas de Toronto.


Voltar a Sol Português