CANADÁ EM FOCO


"Verdes" elegem primeira mulher negra e judia para dirigir um partido nacional canadiano

Após um processo que se arrastou durante quase um ano, os "Verdes" elegeram a advogada torontina Annamie Paul para dirigir o partido a nível nacional, em substituição de Elizabeth May.

Annamie Paul, de 51 anos, filha de imigrantes caribenhos, derrotou Dimitri Lascaris, também ele advogado, ao obter 12.090 dos 23.877 votos expressos pelos elementos do Partido Verde.

A vencedora, considerada como um dos candidatos mais moderados nesta eleição, candidatou-se com base numa forte componente ambien-ta-lista que, segundo ela, vai ajudar o Canadá a enfrentar as alterações climáticas que designa como "uma ameaça existencial à vida humana".

Após descrever o recente discurso do trono em que o governo delineou os seus planos para o próximo ano como "palavras vazias", e considerar os outros partidos "intelectualmente exaustos", a nova dirigente dos "Verdes" afirmou no seu discurso de vitória que os sócios do partido "elegeram uma líder que condiz com os desafios desta era" e apontou o Partido Verde como o único capaz de dar resposta aos desafios com que o país se depara.

A plataforma eleitoral que tenciona desenvolver envolve reforçar o actual imposto federal sobre as emissões de dióxido de carbono produzidas pela indústria; aplicar um novo imposto aduaneiro através do qual os bens importados seriam tributados com base nas emissões associadas à sua produção no estrangeiro; corrigir o que considera um problema de racismo sistémico na Real Polícia Montada Canadiana (RCMP, na sigla em inglês); estabelecer uma "assembleia de cidadãos" para iniciar o processo de representação proporcional no sistema eleitoral canadiano; e decretar o rendimento universal garantido a par de um programa de "pharmacare" que subsidie, na totalidade ou parcialmente, as receitas médicas.

Propõe ainda proibir a prática do controverso processo de "fracking" – fracturação hidráulica do subsolo com líquidos sob alta pressão para extracção de petróleo e gás natural – a nível nacional, assim como considera que se deve mini-mi-zar a exploração mineral e promete fazer mais em menos tempo para reduzir a emissão dos chamados gases de estufa.

Annamie Paul, que além de negra é também judia, era tida como favorita para vencer a liderança do partido Verde pois angariou o maior montante para a sua campanha (206.000 dólares) e conseguiu o aval de vários ex-candidatos.

Formada nas universidades de Princeton e Otava, antes de enveredar pela política trabalhou como conselheira do Tribunal Criminal Internacional em Haia e como oficial na Missão do Canadá para a União Europeia em Bruxelas, além de também ter aconselhado várias organizações não governamentais internacionais e desempenhado a função de crítica de assuntos internacionais do Partido Verde.


Voltar a Canadá em Foco


Voltar a Sol Português