1ª PÁGINA


FPCBP assina memorando de entendimento com Câmara de Comércio de Mississauga

Por João Vicente
Sol Português

A nova presidente da Federação de Empresários e Profissionais Luso-Canadianos (FPCBP, na sigla em inglês), Eduarda Lee Sousa-Lall, acaba de assinar um acordo com a Câmara de Comércio de Mississauga (MBOT) que visa a exploração de iniciativas mutuamente vantajosas para ambas as organizações.

Eduarda Sousa-Lall, que assumiu as funções de presidente da FPCBP há cerca de mês e meio, acredita que o acordo vá dar azo a iniciativas conjuntas que vão permitir aos membros de ambas as organizações o alargamento das suas redes de contactos e amplificar o alcance das iniciativas de cada uma junto dos membros da outra organização.

A ratificação deste acordo decorreu na manhã de quarta-feira (8) e o local escolhido foi a praça de alimentação do centro comercial Erin Mills Town Centre, onde a MBOT realizou o seu evento mensal intitulado "Good Morning Mississauga".

Na ausência do presidente da MBOT, assinou o documento o director de relações governamentais, Brad Butt, que passou a expressar o interesse da organização em estabelecer elos de ligação com associações com objectivos semelhantes criadas em torno da cultura ou país de origem dos seus membros.

Como salientou, "é importante para a comunidade de empresários de Mississauga em geral ter a oportunidade de interagir com companhias de outros países, e Portugal é relevante no contexto do acordo de comércio livre entre o Canadá e a Europa [CETA]", daí que "queremos que as empresas de Mississauga se envolvam em negócios em países como Portugal e queremos que as empresas portuguesas venham fazer negócio e investir em Mississauga".

Além da presidente da FPCBP estiveram ainda presentes nesta ocasião os directores Ulysses Pratas, Amanda Caldas e Roger Reis, este último responsável por uma equipa que se dedica à estratégia empresarial no Royal Bank e que há cerca de um mês estabeleceu contacto com a FPCBP onde foi recebido de braços abertos.

Segundo revelou, o que o levou a aproximar-se da Federação foi a consciência de que nesta comunidade lusa "há um grande espírito inovador e muitas pessoas com talento em todas as áreas de negócio", por isso decidiu fazer a sua parte e certificar-se que "a comunidade portuguesa está bem posicionada para que [os seus elementos] se possam entre-ajudar".

Roger Reis diz-se muito orgulhoso do impacto da comunidade portuguesa no Canadá e vê com bons olhos esta parceria com a MBOT "que irá complementar os pontos fortes de cada uma das organizações".

A MBOT conta com membros luso-canadianos, alguns dos quais se encontravam no evento de quarta-feira.

Uma delas foi Lucie Shaw, natural da ilha do Pico e que além de directora da MBOT é proprietária da empresa "Nurse Next Door", que ajuda pessoas idosas a obterem os cuidados de saúde prolongados de que necessitam mantendo-se independentes e a residir nas suas próprias casas em vez de em lares ou hospitais.

Sócia da MBOT "há cer-ca de 7 ou 8 anos", como revelou, só tomou conhecimento da FPCBP há alguns meses, quando assistiu à sua gala anual e a assinatura deste acordo deixou-a "surpreendida e muito contente".

Segundo Ulysses Pratas, que além de director da FPCBP é proprietário de Presteve Foods, esta é uma oportunidade para a Federação dar um pouco de apoio aos empresários portugueses, que ainda se esforçam por ultrapassar os efeitos da crise que assolou Portugal e outros países da Europa há alguns anos.

Além da assinatura do acordo, este evento – que decorreu entre as 7h30 e a 9h00 – incluiu breves apresentações de cada um dos membros da MBOT ali presentes, assim como um sorteio e foi uma oportunidade para o intercâmbio e expansão da rede de contactos dos participantes.

O próximo evento organizado pela FPCBP vai ser o seu torneio anual de golfe, a realizar no dia 27 de Setembro, no campo Lionhead, em Brampton, e Eduarda Sousa-Lall crê que esta será a primeira oportunidade para porem, em prática o acordo que acabam de assinar, quando a MBOT ajudar a divulgar o evento junto dos seus membros e a atrair potenciais novos participantes para o torneio e membros para a FPCBP.

Essa acção será retribuída com a menção da MBOT no torneio, estando ainda a ser planeados eventos com organização conjunta.


Voltar a Sol Português