SUPLEMENTO DESPORTIVO


Portugal `passeia' no Liechtenstein em noite de seriedade e poupança

A selecção portuguesa de futebol de sub-21 goleou terça-feira (7) o Liechtenstein por 9-0, na nona e penúltima ronda do grupo D de qualificação para o Euro2023, para o qual tinha `carimbado o passaporte' na véspera.

Fábio Silva (3, 27 e 57 minutos), Paulo Bernardo (43), Vítor Oliveira (45 e 65), Fábio Carvalho (78), Henrique Araújo (83) e Gonçalo Ramos (90) `selaram' o triunfo da equipa das `quinas', que igualou o segundo resultado mais volumoso da sua história, aplicado precisamente frente ao oponente do centro da Europa no Estádio Rheinpark, em Vaduz.

O conjunto de Rui Jorge subiu ao relvado meramente para cumprir calendário, porque já tinha a vaga garantida entre os 16 finalistas da fase final do Europeu de sub-21, no qual foi vice-campeão em 1994, 2015 e 2021, face à derrota da Grécia no Chipre (0-3).

Com 39 golos marcados e dois sofridos, Portugal também `carimbou' na véspera a vitória no grupo D, com 25 pontos, seguido de Grécia, com 17 (nove jogos), Islândia (oito) e Bielorrússia (nove), ambos com 12, Chipre, com 11 (nove), e Liechtenstein, a zero (10).

A equipa das `quinas' juntou-se a Alemanha, actual detentora do título, Bélgica, Espanha e Inglaterra, para além dos anfitriões Roménia e Geórgia, na fase final da 24.ª edição do campeonato da Europa de sub-21, que decorrerá de 9 de Junho a 2 de Julho de 2023.

Quatro dias depois da goleada frente à Bielorrússia (5-1), Rui Jorge só manteve Rafael Rodrigues no `onze' e deixou as unidades mais influentes no banco de suplentes, tendo promovido as estreias de Gonçalo Tabuaço e Rodrigo Conceição no escalão de sub-21.

Fábio Silva inaugurou o marcador de cabeça, na sequência de um canto na esquerda de David da Costa, premiando um início intenso de Portugal, que contou com os mesmos protagonistas para fixar o 2-0 num lance idêntico, mas do lado oposto, aos 27 minutos.

Entre esses golos, Francisco Conceição saiu do relvado em lágrimas e com dores na perna esquerda, sendo rendido por Vasco Sousa, que esteve bastante interventivo e assistiu com mestria o tento de Paulo Bernardo, aos 43 minutos.

Dois minutos depois, o médio do Benfica serviu o cabeceamento eficaz de Vítor Oliveira, fechando uma primeira parte direccionada para a baliza de Luca Vanoni e sem nenhuma acção perto de Gonçalo Tabuaço, condimentos que se arrastaram depois do intervalo.

Fábio Silva chegou ao `hat-trick' aos 57 minutos, nascido em nova incursão de David da Costa, e serviu o `bis' de Vítor Oliveira, aos 65.

Fábio Carvalho e Henrique Araújo `facturaram' aos 78 e 83 minutos, respectivamente, na sequência de cruzamentos de Rodrigo Conceição e Rafael Rodrigues, tendo Gonçalo Ramos captado um lance de insistência de Zé Carlos para estabelecer o 9-0, aos 90, e reforçar o estatuto de `artilheiro' da fase de qualificação, com 11 tentos em nove jogos.


Voltar a Golo


Voltar a Sol Português