SUPLEMENTO DESPORTIVO


Portugal representado por 10 atletas nos Mundiais de natação adaptada no Funchal

Portugal vai estar representado por 10 nadadores, entre os quais quatro estreantes, nos Mundiais de natação adaptada que vão juntar no Funchal, Madeira, 600 participantes, de 70 países, entre 12 e 18 de Junho.

Os Mundiais, organizados pela Federação Portuguesa de Natação (FON) e pela World Para Swimming (WPS) em parceria com a Associação de Natação da Madeira, são a primeira grande competição da modalidade após os Jogos Paralímpicos Tóquio2020, disputados no Verão passado devido à pandemia de covid-19.

Na comitiva portuguesa, os estreantes Jaime Catarino, João Campos, Tomás Cordeiro e Ana Castro juntam-se a atletas já com experiência em grandes competições, incluindo Jogos Paralímpicos: Daniel Videira, Diogo Cancela, Ivo Rocha, Marco Meneses e Renata Pinto e Susana Veiga.

A natação adaptada volta assim a ter uma grande competição na Madeira, depois de a ilha ter sido palco dos Europeus em 2016 e 2021, antes dos Jogos Paralímpicos do Rio e de Tóquio, respectivamente.

"Durante sete dias a elite da natação adaptada estará concentrada na Madeira a competir no maior evento de desporto adaptado depois dos Jogos Paralímpicos. Portugal volta, assim, a receber no Funchal um grande evento internacional de natação adaptada, como havia acontecido no Europeu em 2016 e 2021, na certeza que a excelência da organização irá projetar os feitos dos nadadores assim como a região da Madeira", afirmou o presidente da FPN, António Silva, em declarações ao Comité Paralímpico de Portugal (CPP).

José Lourenço, líder do organismo paralímpico, considerou que o evento "prestigia o desporto português e comprova a capacidade nacional para a organização de grandes eventos desportivos", e mostrou-se convicto de que "os 10 nadadores portugueses seleccionados irão dar o seu melhor em representação de Portugal já no caminho rumo aos Jogos Paralímpicos Paris 2024".


Voltar a Golo


Voltar a Sol Português