PORTUGAL EM FOCO


Loulé abre ao público Banhos Islâmicos "únicos" no país

O complexo dos Banhos Islâmicos de Loulé abriu na passada semana ao público, no âmbito da semana do município, permitindo à população visitar o mais completo equipamento do género na Península Ibérica, anunciou a autarquia.

Os Banhos Islâmicos de Loulé funcionaram entre os séculos XII e XIII e foram descobertos em 2006, altura das primeiras intervenções arqueológicas, mas em 2013 foram encontradas novas divisões e colocadas a descoberto estruturas, como tanques frios, latrinas e vestíbulos, na sequência de obras de reabilitação realizadas no centro histórico.

A abertura ao público surgiu depois de ter sido feito um processo de musealização, inicialmente anunciado em meados de 2019 e com um prazo de execução de dois anos e meio, que "não atrasou, nem parou um dia mesmo em plena pandemia" de covid-19, destacou a directora municipal Dália Paula.

O procedimento de classificação dos Banhos Islâmicos de Loulé como monumento nacional foi aberto em Novembro passado, a pedido da autarquia, com o objectivo de "conceder ainda mais valor" a um complexo "único" em território português e que tem, "ao nível da sua planta, uma das mais completas da Península Ibérica", disse na ocasião aquela responsável.

A abertura do complexo permite "atrair cada vez mais pessoas ao concelho de Loulé e à região do Algarve", porque estes banhos não se confinam a um limite administrativo do concelho, mas são impactantes para toda a região e até para o país pela sua importância histórica", destacou.


Voltar a Portugal em Foco


Voltar a Sol Português