1ª PÁGINA


Bolsas de estudo e prémios de Mérito no 31.º aniversário da ACAPO

Por Noémia Gomes
Sol Português

O jantar de gala da Aliança dos Clubes e Associações Portuguesas do Ontário (ACAPO), que se realizou no passado sábado (5) no salão Gerry Gallagher da LIUNA Local 183, ficou marcado pela entrega de 20 bolsas de estudo a jovens com ligação ao movimento associativo bem como dos prémios de Mérito Comunitário, galardões que este ano destacaram os dirigentes de duas colectividades luso-canadianas.

Este evento, que marcou o início informal das festividades do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, e cujo programa se estende ao longo de cerca de dois meses, foi assistido por várias entidades políticas, incluindo o presidente da Câmara de Toronto, John Tory, que numa breve intervenção fez questão de realçar o contributo dos portugueses para o crescimento de Toronto e do Canadá.

Dirigindo-se ao público antes do jantar, o edil congratulou a ACAPO pelo aniversário e os luso-canadianos pela sua ética de trabalho e dedicação, acrescentando em referência à visita do Primeiro-ministro de Portugal ao Canadá, que nesse dia terminava, que foi com grande prazer que conheceu António Costa durante a passagem do Chefe do governo da República Portuguesa por Toronto.

Expressando-se em português, John Tory salientou que "a comunidade portuguesa tem enriquecido a diversidade da cidade ao longo dos seus 50 anos de história no Canadá" e antes de transitar para o inglês, formulou a sua intenção de "participar nos eventos da semana de Portugal que se iniciam aqui hoje".

Ainda antes de se despedir, o autarca ofereceu um certificado do governo municipal à ACAPO, em nome próprio e dos colegas na Assembleia Municipal, em reconhecimento do aniversário da organização, lamentando não poder ficar mais tempo por motivo de outros compromissos.

A nova presidente da ACAPO, Katia Caramujo, que nessa noite desempenhou também as funções de mestre-de-cerimónias, chamou ao palco o administrador da LIUNA Local 183 e anfitrião deste evento, Jack Oliveira, o qual congratulou a organização pela iniciativa e pediu ainda uma grande salva de palmas para a jovem, "pela grande coragem" demonstrada ao tomar as rédeas desta organização de cúpula e que representa quase todos os clubes e associações lusófonas no Ontário.

Ainda antes do jantar escutaram-se os hinos nacionais do Canadá e de Portugal, após o que foi reconhecida e destacada a presença na sala de representantes dos três níveis governamentais, nas pessoas das deputadas Julie Dzerowicz (federal) e Cristina Martins (provincial), e dos vereadores César Palacio e Ana Bailão (municipal).

Katia Caramujo leu também uma mensagem enviada pelo cônsul de Portugal em Toronto, Luís Barros, na qual o diplomata congratulava a ACAPO e os jovens que nessa noite seriam agraciados com bolsas de estudo, lamentando não poder estar presente naquele encontro por se encontrar a acompanhar o Primeiro-ministro António Costa na visita que este efectuava na altura ao Canadá e que nessa dia o havia levado até Montreal.

A cerimónia de entrega das bolsas de estudo teve lugar após o jantar e para o fazerem foram convocados os dirigentes dos clubes que este ano atribuíram prémios.

As bolsas reconhecem simultaneamente o mérito académico dos candidatos seleccionados, bem como o seu contributo para a colectividade a que pertencem ou na qual são voluntários.

Assim, a bolsa do Arsenal do Minho foi entregue a Tiago Ribeiro, enquanto a da Associação Cultural do Minho foi para Tiago Pereira, a da Associação Migrante de Barcelos foi concedida a Vanessa Ferreira e a Banda do Sagrado Coração de Jesus premiou Olívia Costa.

Prosseguindo na entrega dos prémios, a Casa das Beiras reconheceu a jovem Tatiana Cardoso, o First Portuguese destacou o contributo de Diana Nunes Faustino, o Northern Portugal Cultural Centre fez-lo em prol de dois dos seus, Alexa Dantas e Marco Pereira, tal como o faria o Clube Português de Oshawa que premiou Rebeca Lynn Dimas e Ryan Manuel Valadão.

Por sua vez, o bolsista do Peniche foi Jason Casinha enquanto o do Clube Cultural Português de Vaughan foi Victoria Santos Gomes, os Poveiros reconheceram o contributo de Daniel Ramalho e o Sporting o de Ethan Quintela.

A finalizar, duas organizações ligadas às universidades de Toronto e York: a University of Toronto Portuguese Association, que atribuiu bolsas a Miguel Cabral e a Alexandra Santos, e a York University Lusophone Association, que concedeu a sua à aluna Sandra de Sousa.

A par destas 17 bolsas de estudo haveriam ainda três outras, duas delas atribuídas pela Casa do Alentejo de Toronto mas sob a designação de Armando Costa "Rilhas" Scholarship, este ano concedidas a Catarina Raquel de Oliveira Gomes, por excelência na área de música, e a Eva Fernandes, por excelência no desporto.

A finalizar, a 20.ª bolsa de estudo dessa noite, a ACAPO Damião P. Costa Scholarship, atribuída pelo quinto ano em memória daquele que foi um dos pioneiros do ensino de português no Canadá, foi entregue pelas filhas do falecido comendador – Ana Costa e Margarida Soares – a Ryan Manuel Valadão, do Clube Português de Oshawa.

A cerimónia final foi dedicada à entrega dos prémios Merit Awards que, conforme foi indicado, é atribuído anualmente "à pessoa ou pessoas nomeadas por um clube ou associação membro da ACAPO" e em reconhecimento pela sua actividade "no sector cultural, político ou desportivo, que tenha dignificado a comunidade portuguesa".

Este ano foram dois os premiados e da Casa dos Poveiros foi chamada ao palco Fernanda Pires que entregou um deles à presidente Linda Correia, em reconhecimento pelos seus cinco anos de liderança da associação poveira, a par de outras actividades beneficentes na comunidade.

Por seu turno, Katia Caramujo, que é também vice-presidente da Casa das Beiras, entregou o segundo prémio de Mérito dessa noite ao presidente da colectividade beirã, Bernardino Nascimento, homem das terras de Viriato e já há 16 anos na presidência do clube.

O galardoado viria a dedicar o prémio ao pai, destacando que foi o principal impulsionador do trabalho voluntário que hoje desempenha e que este se sentiria certamente orgulhoso de ver ser-lhe prestado este reconhecimento.


Voltar a Sol Português