1ª PÁGINA


Associação Migrante de Barcelos:

Dois dias de festa na comemoração do 20.º aniversário

Por João Vicente
Sol Português

A Associação Migrante de Barcelos (AMB) celebrou no passado fim-de-semana 20 anos de representação da comunidade barcelense em Toronto, efeméride que foi comemorada com dois dias de festa, a começar por um Porto de Honra na sua sede, na passada sexta-feira (5), seguida do jantar de aniversário que decorreu no sábado (6) no salão Gerry Gallagher.

Presente neste Porto de Honra – e a marcar a sua primeira visita a uma colectividade luso-canadiana desde que assumiu funções – esteve o novo cônsul-geral de Portugal em Toronto, Rui Gomes, bem como a vereadora Anabela Real e o seu assistente, Patrick Sousa, em representação do município de Barcelos.

Maria Helena Martins, que preside à Assembleia-Geral da AMB, começou por agradecer aos sócios pela participação e depois de reconhecer também a presença do recém-chegado cônsul de Portugal dirigiu um agradecimento especial aos corpos gerentes e aos pais das crianças, sem os quais, como salientou, não existiria o rancho infantil nem seria possível levar avante as actividades da Associação.

Tendo a palavra o presidente do Executivo, Vítor Santos renovou as boas-vindas e passou a reconhecer a presença da comitiva barcelense, apelando à vereadora para que dirigisse algumas palavras ao público.

Agradecendo o convite "em nome do senhor presidente da Câmara de Barcelos", Miguel Costa Gomes, Anabela Real passou a transmitir a mensagem que lhe foi confiada pelo autarca e no processo revelou a oferta à AMB de um gigantesco Galo de Barcelos, semelhante aos que estão expostos nas praças daquela cidade, a primeira vez que tal acontece a uma colectividade na diáspora.

"Estamos muito satisfeitos que alguém de Barcelos viva aqui em tão grande número e consiga divulgar o nosso galo, que é o símbolo de Barcelos (e) de Portugal, e deste lado do oceano divulgar desta forma e elevar" a cultura barcelense "a este patamar".

Segundo Vítor Santos, dado o largo porte da estátua e as burocracias envolvidas na sua entrada no país, o galo estava naquele momento retido na alfândega, em Montreal, mas contavam proceder à sua instalação à porta da AMB no espaço de uma semana.

Entretanto e em declarações à imprensa, a representante do município barcelense declarou-se surpreendida ao chegar a Toronto e deparar-se com tanta gente a falar português e com o grande número de estabelecimentos portugueses na cidade.

"O que levo daqui é que muito provavelmente o senhor presidente vai ter que cá vir" e "constatar" por si mesmo, adiantou Anabela Real, que confessou sentir-se emocionada perante a "grande comunidade" lusa que veio encontrar, pela forma como esta acarinha a cultura natal e pela maneira como foi recebida.

Também o cônsul Rui Gomes, que fez nessa noite a sua primeira visita a uma colectividade luso-canadiana, viria a confessar-se agradavelmente surpreendido pelo carácter multicultural da cidade e pela dimensão, visibilidade e projecção da comunidade lusa que aqui veio encontrar, afirmando ser sua intenção aproximar-se das colectividades.

"Em termos de conhecimento de associações, hoje é o meu primeiro grande dia", admitiu o representante do governo português, destacando que "não poderia começar de melhor maneira porque é o dia em que três associações importantes comemoram aniversários muito significativos", algo que considerou "um factor muito importante de assinalar e temos que desejar que todas estas associações possam comemorar o dobro dos aniversários que já comemoraram até hoje".

Segundo o diplomata, neste momento está a tentar conhecer o movimento associativo para se aperceber das suas necessidades e só depois, com base nos dados que reunir, irá traçar o seu plano de acção para o mandato de quatro anos que tem pela frente.

Ambos os oradores deram os parabéns à AMB pelo seu 20.º aniversário, passando Anabela Real a ofertar uma lembrança ao cônsul, em nome do município barcelense.

Após o Porto de hora e o brinde à longevidade da AMB, cantaram-se os parabéns com o acompanhamento musical do rancho da casa e procedeu-se ao corte do bolo de aniversário.

Por fim passou-se ao bufete, durante o qual se gozarem alguns momentos de convívio enquanto se escutavam as tradicionais concertinas e bombos.

O jantar de gala que marcou o aniversário teve lugar na noite seguinte, ocasião que juntou cerca de 800 pessoas no salão nobre do sindicato LIUNA Local 183 e onde um espectáculo com a banda Starlight, o grupo de dança K-Pop e o rancho folclórico da AMB proporcionaram o entretenimento.

Para Vítor Santos, que está há três na presidência desta colectividade, muita da responsabilidade pelo sucesso da casa deve-se aos fundadores e a todos quantos o precederam, destacando que embora a AMB pareça estar "na moda", são as suas múltiplas facetas que a tornam num organismo vibrante – desde a academia de futebol Gil Vicente até ao rancho, passando pela forte adesão aos eventos que organizam.

O próximo grande evento organizado pela AMB vai ser a sua festa de São Martinho, no dia 17 de Novembro, na Casa da Madeira, seguindo-se a Festa de Natal para as crianças e os Cantares dos Reis, em Janeiro.


Voltar a Sol Português