1ª PÁGINA


Co-produção portuguesa "Sycorax" em competição no Festival de Cinema de Toronto

A co-produção portuguesa "Sycorax", realizada pelo espanhol Lois Patiño e pelo argentino Matías Piñeiro, estará em competição no 46.º Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), que acontece em Setembro, foi quarta-feira (11) anunciado.

"Sycorax", co-produzido pela portuguesa Bando À Parte e pela espanhola Filmika Galaika, foi rodado nos Açores e consta da lista de 38 filmes que integram o programa de curtas-metragens do TIFF, divulgado pelo festival em comunicado.

O programa de `curtas' inclui "38 novas narrativas `live-action', documentários e animação por um grupo variado de realizadores que representam 22 países".

"Acreditamos que os 38 filmes seleccionados para o programa de Curtas-Metragens são alguns dos mais notáveis que o público verá este ano. São também uma prova da força, imaginação e resiliência que os realizadores mostraram face a todos os desafios recentes. E embora estas obras possam ser muito diferentes no que diz respeito às histórias que contam, formas que assumem e pessoas e perspectivas que retratam, são todas visões únicas e profundamente pessoais que estamos entusiasmados em partilhar com os espectadores", afirmou o programador daquela secção, Jason Anderson, citado no comunicado.

Os filmes que integram o programa de curtas-metragens são elegíveis para três prémios atribuídos pelo júri (Melhor Filme, Melhor Filme Canadiano e Melhor Filme por uma mulher) e para o Prémio Changemaker da Fundação Shawn Mendes.

"Sycorax", a partir de uma obra de William Shakespeare, foi rodado nos Açores, resultado de uma residência artística.

O filme foi exibido em Julho na 53.ª Quinzena dos Realizadores, um programa paralelo e não competitivo do Festival de Cinema de Cannes, em França.

A 46.ª edição do TIFF, co-dirigido pela programadora portuguesa Joana Vicente, decorre entre 9 e 18 de Setembro. No ano passado, o TIFF aconteceu com uma programação reduzida, por causa da covid-19, e virada sobretudo para o `online', embora tenha tido alguns eventos presenciais limitados.

Este ano, "Diários de Otsoga", de Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes, é uma das seis longas que integram a secção Wavelengths.

O filme de Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes foi rodado em 2020 já em plena pandemia, com os actores Crista Alfaiate, Carloto Cotta e João Nunes Monteiro e toda a equipa técnica confinada numa casa, com jardim e piscina.


Voltar a Sol Português