1ª PÁGINA


Casa da Madeira celebrou "Festa dos Reis" pela primeira vez

Iniciativa é para continuar, garantem responsáveis

Por Rómulo Ávila

Sol Português

Foi na noite do passado sábado (7) que a Casa da Madeira de Toronto (CMT) celebrou pela primeira vez uma "Festa dos Reis", mas os seus responsáveis garantem que a iniciativa será para repetir e para ter continuidade face ao sucesso alcançado.

O encontro juntou no salão da festas da colectividade madeirense familiares, amigos e patrocinadores em torno das comemorações características dedicadas aos Reis Magos, ao todo cerca de duzentos convivas que viram Luís Bettencourt, presidente da CMT, abrir o serão e ser claro: "Esta é a nossa Casa, venham e juntem-se a nós, quer aqui, quer no Madeira Park, e tragam as vossas famílias e os vossos amigos".

Ao desejar a todos um bom Ano Novo, o dirigente prometeu que "o ano de 2023 vai trazer muitas novidades" à CMT e fez questão de frisar desde logo as melhorias e remodelações que foram já realizadas no salão, nomeadamente em termos do piso e da iluminação que disse terem sido totalmente renovados.

Tudo isto tem sido feito para que a colectividade madeirense continue "a ser um espaço de todos e para todos", frisou o presidente, que em declarações posteriores ao jornal Sol Português enalteceu ainda o trabalho de toda a equipa que o cerca.

Com respeito ao tema do convívio dessa noite, Luís Bettencourt garantiu que a Festa dos Reis na CMT vai continuar.

"Esta foi a primeira festa desta altura, foi como se fosse uma experiência, e por ter tido sucesso vai continuar e será cada vez melhor", afirmou.

Aproximava-se entretanto o momento do "sempre esmerado" jantar e aqui merece destaque o método de chamada para a mesa do bufete: como se fossem números do bingo, Luís Bettencourt ia retirando da máquina as bolas com os números correspondentes às mesas que se deveriam dirigir ao bufete para se servirem.

"Um método mais justo e sem grandes juízos de valor", explicou à nossa reportagem o responsável da CMT.

Depois do jantar e quando Miguel Tomé, o DJ de serviço, se preparava para animar musicalmente o serão, eis que surge, para grande surpresa de todos, o cantor Décio Gonçalves, também ele madeirense mas residente em Toronto e colaborador da Casa.

O artista fez um rápido teste de som após o que deliciou o público com a sua música sempre animada, interpretando conhecidos temas como: "Viva a Vida", "A nossa sorte", "O meu pião", "O Imigrante" e "Que linda és, Madeira".

Não faltou o clássico "Bailinho da Madeira" nem o seu tema mais conhecido, "A Cabrinha", canção em que a alegre letra traça o percurso duma cabra por diferentes locais de Portugal, mas à qual o artista arranjou "passaporte" também para o Canadá, altura em que o animal passa a falar e o manda trabalhar enquanto ela descansa.

Com o regresso do DJ, a noite terminou com grande animação e a promessa de que para o ano a festa realizar-se-á com mais ênfase nos Reis, propriamente ditos.

Recorde-se que o Dia de Reis é uma celebração religiosa que pretende recordar a viagem dos três Reis Magos, que se deslocam do Oriente para conhecer e homenagear o menino Jesus, e é observado oficialmente todos os anos no dia 6 de Janeiro.


Voltar a Sol Português