1ª PÁGINA


Casa das Beiras em convívio ao ar livre

Piquenique anual da colectividade beirã marcou também o encerramento oficial das actividades englobadas no programa da Semana de Portugal 2018

Por Noémia Gomes
Sol Português

Foi com o piquenique da Casa das Beiras de Toronto no parque Madeira que no passado domingo (8) se assinalou não só esta tradição anual da colectividade beirã, como se deu por concluído o programa da 31.ª Semana de Portugal da ACAPO.

Situado na pitoresca localidade de Georgina, a norte de Toronto, o parque abriu as suas portas pelas 7h00 da manhã e as pessoas desde logo começaram a chegar às centenas, para desfrutarem de um dia maravilhoso de sol e calor no ambiente fresco e verdejante deste espaço que faz parte do património da Casa da Madeira.

Durante a manhã realizou-se um torneio de futebol e um jogo de malha, enquanto adultos e crianças se foram divertindo com as suas actividades ao ar livre predilectas.

Já perto da hora do almoço acenderam-se os fogareiros para assar as sardinhas, as espetadas à moda da Madeira e outras iguarias, levando de imediato a que os agradáveis aromas se espalhassem pelo parque onde familiares e amigos se juntaram para partilhar esta refeição e conviver.

Depois do repasto, a vice-presidente da Casa das Beiras e presidente da comissão ad hoc da ACAPO, Katia Caramujo, subiu ao palco para dar as boas-vindas a todos e apresentar o que seria uma tarde de espectáculos, com variedades e festival de folclore, com som a cargo do DJ Five Star.

O primeiro grupo a actuar, a Rusga da Associação Cultural do Minho, abriu com o tema "Cantigas do Minho" e prosseguiu com os seus cânticos e danças características da região, despedindo-se com "Ó Linda, Vou-me Embora".

Os minhotos deram lugar ao rancho Os Camponeses de Toronto – que a Casa das Beiras apadrinhou aquando da sua fundação, em 2007 – e que entrou a dançar o "Fado Mandado", apresentando uma selecção de modas da região do Ribatejo.

Seguir-se-ia o rancho do Arsenal do Minho de Toronto, cujos dançarinos entraram ao som de "Cana Verde" e passearam pela etnografia da província nortenha com cantares e termas regionais.

Por último, seria o rancho da casa, o Grupo Folclórico Académico de Viseu, a dar por encerrado o momento de folclore.

O grupo, que entrou em cena com "Fado Beirão", levou o público consigo num passeio musical pela região das Beiras antes de se despedir com um tema em homenagem à cidade de Viseu.

Todos os grupos intervenientes receberam uma placa comemorativa, em agradecimento pela sua participação na edição 2018 do piquenique anual da Casa das Beiras.

Aproveitando um interregno no espectáculo, procederam-se a algumas cerimónias e para tal subiram ao palco o presidente da Casa das Beiras, Bernardino Nascimento, e Katia Caramujo que começaram por prestar uma homenagem à cozinheira da colectividade, Luísa Fernandes, que, como indicaram, depois de muitos anos se despede para uma reforma merecida em Portugal e à qual foram oferecidas uma placa comemorativa, um ramo de flores e um bolo.

Entretanto foram entregues os prémios referentes ao torneio de futebol que se realizou nessa manhã e que terminou com a Casa das Beiras em segundo lugar, troféu recebido em nome da colectividade por Jacob Alves, enquanto que o prémio pelo primeiro lugar foi entregue a Fernando Mariano, que o recebeu em nome do Glamour FC.

De igual modo se procedeu com os prémios do jogo da malha, no qual se classificou em quarto lugar a dupla Jason e Carlos Almeida; na terceira posição sagraram-se Jorge Silva e António Marques; Steven e Fernando classificaram em segundo lugar; e, como vencedores, na primeira posição Sérgio e Pinto Costa.

O momento foi ainda aproveitado para distinguir os jovens da Casa das Beiras com um prémio de participação que foi entregue à Miss do clube, Beatriz Teixeira, e à primeira dama, Ashley Maia.

Depois de leiloadas também algumas camisolas de futebol assinadas pelos jogadores bem como rifas para valiosos prémios, incluindo uma viagem a Portugal, o espectáculo foi retomado, sendo a segunda parte preenchida com uma animada actuação de Paulinho do Minho, um jovem que conta já com um CD gravado e que tem vindo a fazer sucesso com as suas canções populares e perícia com a concertina.

A noite viria a terminar em grande com o ritmo dos Bombos do Arsenal que depois de uma actuação no recinto foram deambulando pelo parque a tocar e a levar o espectáculo até junto do público.


Voltar a Sol Português