1ª PÁGINA


Milhares de pessoas assistiram ao cortejo da Festa da Flor no Funchal que decorreu sem restrições

Milhares de pessoas deslocaram-se domingo (8) ao centro do Funchal para assistir ao cortejo alegórico da Festa da Flor, o principal e mais concorrido momento do certame, que este ano regressou ao formato original, sem restrições.

"A ocupação hoteleira está quase a 100% e está toda a gente entusiasmada com a retoma da normalidade", afirmou o presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, em declarações aos jornalistas antes do início do cortejo.

Em 2020 e 2021, a Festa da Flor foi adaptada ao contexto pandémico e aconteceu só depois do Verão, em vez de se realizar na altura da Primavera como habitualmente.

Domingo deslocaram-se ao Funchal milhares de pessoas para acompanhar o desfile como habitualmente, tendo o secretário regional do Turismo, Eduardo Jesus, referido que este deve ter sido um dos cortejos mais concorridos de sempre.

"Nós temos hoje [domingo] seguramente na Região Autónoma da Madeira mais de 60 mil turistas hospedados nos hotéis, no alojamento local e nos navios que nos estão a visitar, o que significa um número que não temos memória de ter atingido até hoje", sustentou.

O secretário regional considerou que o evento está a correr "de acordo com o planeado e a satisfação é notória", salientando o movimento visível nas ruas do Funchal.

"Temos aqui a presença de muito mais nacionalidades do que aquelas que nós operamos directamente. Os voos directos e indirectos, os charters e os regulares estão a acabar por fazer este efeito que nós estamos aqui a presenciar", indicou ainda Eduardo Jesus.

As ruas do Funchal estiveram cheias de pessoas que assistiram ao Cortejo da Flor, já sem máscara de protecção contra a covid-19, numa tarde soalheira e de calor.

A edição deste ano da Festa da Flor, que em 2021 se realizou apenas em Outubro, teve início na quinta-feira e estende-se até ao dia 29 de Maio, com um total de 42 concertos, 36 actuações de 25 grupos folclóricos e 24 actuações dos grupos que participaram no cortejo alegórico.

O cortejo de domingo, que arrancou às 16:00 no Funchal, contou com a participação de 13 grupos (mais um do que no ano passado), num total de 1.400 figurantes.

O evento, um dos principais cartazes turísticos da região, organizado pelo executivo insular, resultou de um investimento total de cerca de um milhão de euros e envolveu cerca de 4.100 pessoas.

O secretário regional do Turismo destacou, na apresentação da Festa da Flor 2022, que teve como tema "Madeira, a magia das flores", o regresso do espectáculo infantil associado ao `Muro da Esperança', do `Muro da Solidariedade' e o `Madeira Flower Classic Auto Parade', iniciativas que não aconteceram nos últimos dois anos devido à pandemia.

Como novidades, o governante realçou o espectáculo de artes circenses, que decorre nos dias 27, 28 e 29 de Maio, no anfiteatro do Jardim Municipal do Funchal, e "as estátuas vivas associadas à festividade da flor" que estão em algumas zonas da cidade.

A Festa da Flor acontece tradicionalmente no início da Primavera, tendo começado a ser um dos principais cartazes turísticos da Madeira em 1979, divulgando as flores que tornaram a ilha conhecida.

A sua origem está numa iniciativa com o mesmo nome, organizada pelo Ateneu Comercial do Funchal desde 1954, mas passou depois a ter programa oficial organizado pelo Governo Regional.


Voltar a Sol Português