1ª PÁGINA


Homenagem ao voluntarismo enaltece "determinação e dedicação" dos portugueses

Por João Vicente
Sol Português

Sendo os voluntários a força motriz por detrás da actividade de cada um dos clubes e associações portuguesas, das muitas angariações de fundos para causas humanitárias e até de gigantescos eventos como os que se realizam nas comemorações da Semana de Portugal e que vão crescendo de ano para ano, é natural e merecido que a sua actividade seja também distinguida numa cerimónia anual.

Em 2001 foi-lhes dedicado um monumento no parque Trinity Bellwoods, em Toronto, onde nos últimos 17 anos se tem vindo a homenagear o espírito generoso e abnegado de quem apoia incansavelmente o movimento associativo.

A cerimónia mais uma vez decorreu ao terminar a parada do Dia de Portugal, a meio da tarde de sábado (10), e desta vez contou com a presença de uma convidada especial vinda de Portugal, na pessoa da secretária de Estado adjunta do Primeiro-ministro português, Mariana Vieira da Silva.

"A nossa comunidade portuguesa é a comunidade que mais luta, suporta e se movimenta, em número de horas durante o ano, para o trabalho voluntário", declarou o presidente da Aliança dos Clubes e Associações Portuguesas do Ontário (ACAPO), José Eustáquio, antes de agradecer aos voluntários pelo que fazem e convidar o público a oferecer-lhes uma salva de palmas.

José Eustáquio salientou ainda o poder e a força que projecta a comunidade portuguesa quando se une, como o fez no dia em questão para desfilar e assistir em peso ao cortejo do Dia de Portugal, e citou o regresso dos voos da TAP a Toronto – que no fim desse dia se iriam celebrar – como mais uma vitória "do nosso povo".

O actual presidente da ACAPO reconheceu a presença do fundador da organização, Jorge Ribeiro, destacando que foi o primeiro a organizar esta comemoração debaixo deste colectivo, e agradeceu ao comité responsável pela parada referenciando o contributo de Fernando Rio, Jorge Seixas, Luís Belo e Gary Manata, entre outros.

Os seus agradecimentos foram extensivos ainda à equipa responsável pela realização da Semana de Portugal 2017, nomeadamente a presidente do Conselho de Presidentes da ACAPO, Katia Caramujo, o vice-presidente Laurentino Esteves, o director da Cultura Joaquim Simões e o coordenador desportivo Joe Andrade.

O ministro da Imigração e Refugiados, que participou na parada mas teve entretanto de se ausentar, deixou algumas palavras de agradecimento à comunidade, às quais José Eustáquio retribuiu antes de convocar o deputado federal Peter Fonseca a pronunciar-se.

Após agradecer à secretária de Estado Mariana Silva por ter trazido o sol de Portugal consigo, o deputado luso-canadiano afirmou que o governo Liberal está consciente de que precisamos de mais portugueses no Canadá, "para construírem as nossas cidades, a nossa província e o nosso grande país", indicando estarem a ser envidados esforços para trazer o Primeiro-ministro português ao Canadá antes de finalizar com a leitura duma mensagem congratulatória do Primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau.

Também com assento no Parlamento em Otava esteve a deputada federal Julie Dzerowicz, que representa o distrito de Davenport e que começou a sua alocução fazendo questão de enaltecer e agradecer, em português, aos clubes e associações, assim como aos voluntários.

Antes de passar a palavra ao ministro das finanças do Ontário, Charles Sousa, o presidente da ACAPO expressou a sua gratidão à primeira-ministra do Ontário, Kathleen Wynne, e ao partido Liberal pelo apoio prestado, elogiando ainda Charles Sousa e a deputada Cristina Martins "pelo bom trabalho desenvolvido e pelo apoio" prestado a estas comemorações.

O ministro Charles Sousa fez alusão à história de Portugal, agradecendo o exemplo dado pela "nossa gente", e destacou a deputada Cristina Martins e o facto de falarem a língua de Camões entre si, na Assembleia do Ontário, "só para chatear" os colegas, brincou.

O ministro despediu-se com um efusivo "viva o Canadá e viva Portugal", que deixou todos contentes pela intensidade com que projectou a voz – de tal forma que os microfones, que tinham deixado de funcionar momentos antes, nem fizeram falta.

Por seu turno, Cristina Martins começou por dar os parabéns à ACAPO "pela magnífica parada e pelos seus 30 anos de actividade", fazendo depois referência às palavras da primeira-ministra do Ontário, que lhe terá dito durante o desfile que a comunidade portuguesa "é diferente, mais unida" e que isso "nota-se e sente-se".

A deputada luso-canadiana destacou ainda os 60 portugueses que haviam sido reconhecidos na quinta-feira (8) anterior pelo governo provincial devido ao seu voluntariado, uma cerimónia realizada no âmbito das comemorações dos 150 anos do Canadá e da província do Ontário.

Entretanto, e antes de chamar ao pódio a vereadora Ana Bailão, José Eustáquio reconheceu e agradeceu também a presença na parada da ministra da Cidadania e Imigração do Ontário, Laura Albanese, do deputado provincial Han Dong e do presidente da Câmara de Toronto, John Tory.

Por sua vez, Ana Bailão referiu que tendo chegado a Toronto na adolescência, logo se apercebeu que aqui o Dia de Portugal se vive mais intensamente e adiantou que o que mais gosto lhe dá "é ver o envolvimento dos mais pequeninos".

Ao dar as boas-vindas à secretária de Estado, pediu-lhe que transmitisse ao Primeiro- ministro português que "com todo o respeito às entidades diplomáticas, não há maiores embaixadores da cultura portuguesa do que a gente luso-canadiana" e terminou a sua alocução com um agradecimento aos voluntários "que têm vindo a fazer de Toronto a cidade mais multicultural do mundo".

Também da vereação esteve presente uma figura que desde sempre tem acompanhado a comunidade portuguesa, César Palacio, a quem José Eustáquio agradeceu efusivamente pela ajuda prestada na obtenção da autorização para a realização nesse fim-de-semana dos concertos no parque Earlscourt.

"Ao celebrarmos os 150 anos deste lindo país, devem estar muito orgulhosos da vossa contribuição diária" para com o Canadá, afirmou o vereador que mais uma vez se declarou muito contente por estar com os portugueses no dia mais importante do ano.

Como delegada da Direcção Escolar de Toronto pela área de Davenport e presidente do partido NDP federal, Marit Stiles dirigiu-se também ao público e agradeceu publicamente a José Eustáquio e à ACAPO, assim como à comunidade portuguesa, em nome dos líderes Thomas Mulcair e Andrea Horwath, pela contribuição dos portugueses para a edificação do país e para o Ensino.

Na recta final da cerimónia o presidente da ACAPO destacou a presença do comendador Frank Alvarez e do vice-presidente de vendas da TAP na América do Norte e Central, Carlos Paneiro, agradecendo também ao cônsul Luís Barros pelo excelente trabalho que tem feito.

A secretária de Estado Mariana da Silva afirmou ser uma honra poder comemorar o Dia de Portugal junto da comunidade portuguesa de Toronto, agradecendo aos clubes, colectividades e associações, mas especialmente aos voluntários, que permitem que essas agremiações existam e funcionem.

Emitidos que foram os agradecimentos aos vários ranchos folclóricos representados na cerimónia, foi altura de se escutarem então os hinos de Portugal e do Canadá, interpretados pela Banda do Senhor Santo Cristo, após o que o ministro das Finanças e a secretária de Estado procederam à colocação de uma coroa de flores junto ao monumento em honra dos voluntários, dando por terminada a cerimónia.


Voltar a Sol Português