COMUNIDADES EM FOCO


Voo de repatriamento com 190 madeirenses a bordo aterrou em Lisboa

Eram cerca das 07h20 da manhã, dia 7 de Outubro, quando o voo de repatriamen-to proveniente de Caracas aterrou no Aeroporto internacional de Lisboa, trazendo a bordo 295 passageiros, dos quais 241 são portugueses, 190 tendo como destino final a Madeira e os restantes 55 oriundos de outros países europeus.

Tratam-se de cidadãos que ficaram retidos na Venezuela, devido à pande-mia do Covid-19, que regressam a Portugal, no terceiro voo de repatriamento organizado pelo Estado português, após o executivo de Maduro ter encerrado o espaço aéreo venezuelano há sete meses.

Este é o terceiro voo de repatriamento organizado por Portugal, sendo o primeiro operado pela TAP desde Fevereiro, altura em que o governo venezuelano anunciou a suspensão dos voos da TAP para aquele país sul americano, devido a um incidente diplomático que parece estar sanado.

Entretanto, está previsto, para o final do mês de Outubro, um quarto voo de facilitação para repatriar os portugueses que ficaram retidos na Venezuela, uma vez que existe uma lista de 490 portugueses inscritos no Consulado-Geral de Portugal em Caracas, dos quais 210 são oriundos da Madeira

Os 190 madeirenses, que têm como destino final a Região, chegam ao Aeroporto da Madeira em diversos voos ao longo dos próximos dias.


Voltar a Comunidade em Foco


Voltar a Sol Português