1ª PÁGINA


Ontário insiste que Otava deve pagar os custos com os refugiados

O governo do Ontário renovou no início desta semana (13) a exigência de que o governo federal deve pagar os custos totais suportados pela província com os serviços prestados a milhares de refugiados que atravessaram a fronteira ilegalmente e procuram asilo no país.

A Ministra da Infância, Comunidade e Serviços Sociais, Lisa MacLeod, diz que, até ao momento, o governo do Ontário já gastou 200 milhões de dólares no apoio que deu aos refugiados ilegais. Este total inclui: 74 milhões para alojamento temporário em Toronto, 90 milhões em assistência social, e 20 milhões para espaços em escolas para os filhos dos refugiados que pediram asilo.

MacLeod classificou o afluxo de refugiados como "uma crise na fronteira", que o governo do Ontário considera ser uma responsabilidade federal. "A província não deve pagar por uma situação que não criou.", disse a ministra.

O governo de Otava já pagou 11 milhões de dólares à cidade de Toronto pelo acolhimento dos refugiados, tendo prometido mais financiamento, mas MacLeod sublinhou que esta verba está ainda muito longe dos custos que o Ontário já suportou com os refugiados ilegais que ficaram na província ao longo do último ano e meio.


Voltar a Sol Português