1ª PÁGINA


Deputada canadiana quer "inspirar e encorajar" mulheres portuguesas na política e cargos empresariais

Uma deputada federal canadiana afirmou à Lusa que pretende "inspirar e encorajar" as mulheres portuguesas para aumentar a sua presença feminina na política e em altos cargos empresariais.

"Quero encontrar formas em como o Canadá pode ajudar a inspirar e a encorajar mais mulheres em Portugal a integrarem altos cargos empresariais e a candidatarem-se mais a cargos políticos", afirmou Julie Dzerowicz.

A deputada federal eleita pela Davenport, o distrito onde residem mais portugueses e luso-descendentes no Canadá, está esta semana em Portugal, onde, durante um mês, vai encontrar-se com diversos dirigentes políticos e autarcas.

"Estou em contacto com o embaixador do Canadá em Portugal, e pedi-lhe para me reunir com o maior número possível de mulheres portuguesas, quer ao nível político, quer em termos de altos cargos empresariais", acrescentou.

A deputada recordou ainda que apenas 27% das mulheres no Canadá "estão na política ao mais alto nível em termos nacionais", valor que é muito superior "comparativamente com outros países, nomeadamente com Portugal".

Em Portugal, 13% dos cargos de direção das empresas cotadas são ocupados por mulheres, mas apenas 2% lidera os Conselhos de Administração, revelou recentemente um estudo divulgado pela Deloitte.

Nas eleições legislativas de 2015 foram eleitas 76 deputadas (33,6 %) num total de 230 lugares, sendo um terço do parlamento português ocupado por mulheres.

"Acho que podemos melhorar isso. Espero ser prestável e ajudar no que for necessário nesta área", frisou Julie Dzerowicz.

Outros temas que a deputada federal pretende abordar durante a visita a Portugal serão questões "importantes para a comunidade portuguesa como a imigração", que continua a ser discutida em ambos os países.

O Acordo de Mobilidade Juvenil que está a ser ultimado pelos governos do Canadá e de Portugal será outro dos temas a debater na visita, pois este acordo será uma ferramenta importante "para os jovens portugueses irem para o Canadá estudar, e vice-versa".

"O acordo comercial entre o Canadá e a União Europeia (CETA) e o meio-ambiente, não serão esquecidos, pois são de extrema importância", concluiu.

Oficialmente, 429 mil portugueses e luso-descendentes residem no Canadá, de acordo com o Censo de 2011.

Várias estimativas apontam para cerca de 550 mil residentes portugueses ou lusodescendentes, estando a grande maioria na província do Ontário. Entre 60% a 70% deverão ser oriundos dos Açores.


Voltar a Sol Português