1ª PÁGINA


Inaugurado escritório de campanha:

Charles de Sousa volta à política, desta feita a nível federal

Luso-canadiano é o rosto do Partido Liberal em Mississauga-LakeShore nas eleições intercalares de 12 de Dezembro

Por Rómulo Ávila

Sol Português

Charles Sousa, conhecido político luso-canadiano, deu sábado (12) o pontapé de saída na sua campanha para o Parlamento federal com a abertura do escritório que pretende seja a sede para a preparação da sua estratégia eleitoral.

Acompanhado de amigos, familiares e apoiantes, o político do partido Liberal confirmou que vai lutar para ser eleito deputado pelo distrito de Mississauga-Lakeshore na eleição federal intercalar marcada para 12 de Dezembro.

"Vou procurar, rua a rua, casa a casa, os eleitores, explicando-lhes os meus propósitos", afirmou o luso-canadiano que confirmou ter começado agora esta caminhada a nível federal depois de mais de uma década na política provincial.

Em consequência desta decisão, e segundo Sol Português apurou, Charles Sousa renunciou à presidência da Instituição Magalhães, cargo que detinha actualmente.

O representante do distrito de Missisauga-Lakeshore no Parlamento em Otava, Sven Spengemann, também da ala Liberal da política canadiana, anunciou em Maio a sua saída para assumir um cargo nas Nações Unidas.

Charles Sousa, que para além de ministro do Trabalho em 2010 e ministro da Cidadania e Imigração em 2011-12, foi ministro das Finanças no governo do Ontário de 2013 até 2018, altura em que perdeu o seu assento nas eleições que varreram os Liberais do poder.

O agora rosto dos Liberais no círculo eleitoral de Mississauga-LakeShore assumiu que o convite para este novo desafio foi-lhe feito pelo Primeiro-Ministro Justin Trudeau e disse ter aceito porque quer "apostar na família, na economia e na luta ambiental".

Considera que o seu "passado fala por si", e que "a experiência adquirida" é um factor positivo, e confessou estar "pronto para o desafio" e querer "começar já a ligar-se aos eleitores".

Para tal vai procurá-los "em casa, para partilhar os seus objectivos e ideias", que passam, disse, por "melhorar a qualidade de vida e desenvolver uma economia mais forte e coesa".

"Quero estar como sempre estive: ao lado da comunidade e do serviço público", assumiu Charles de Sousa, que refere "ter-se dedicado sempre ao serviço empresarial e comunitário" e ter "provas dadas no apoio às famílias e aos trabalhadores em Mississauga-Lakeshore".

Foram muitos os "pesos pesados" da estrutura Liberal a estarem presentes ao lado do político luso-canadiano na abertura da sua sede de campanha, destacando-se Anita Anand, ministra da Defesa Nacional (eleita por Oakville); Omar Alghabra, ministro dos Transportes (Mississauga-Centro); Marco Mendicino, ministro da Segurança Pública (Eglinton-Lawrence); Kamal Khera, ministro dos Idosos (Brampton West); e Francesco Sorbrara, secretário parlamentar do ministro da Receita Nacional (Vaughan-Woodbridge)

A juntar a estes nomes do Partido Liberal estiveram ainda os parlamentares Iqra Khalid, Rechie Valdez, Peter Fonseca (também luso-canadiano), Iqwinder Gaheer, Lisa Hepfner, Shafqat Ali, Maninder Sidhu, Sonia Sidhu, Ruby Sahota, James Maloney e Adam van Koeverden.

Charles de Sousa diz querer "continuar a deixar uma marca económica, de criação de empregos e mais e melhor qualidade de vida" e lembrou que no Canadá "houve sempre e há espaço para todos, para que todos tenham sucesso"

"Aprendam e ajudem-se uns aos outros, e contem comigo hoje, amanhã e sempre", concluiu.


Voltar a Sol Português