CANADÁ EM FOCO


Tarifas:

EUA arrepiam caminho à última hora

No dia em que o Canadá se preparava para dar a conhecer os detalhes das tarifas retaliatórias que iria aplicar a produtos americanos, na sequência da decisão dos Estados Unidos da América (EUA) de aplicarem uma taxa de 10 por cento na importação de alumínio canadiano, o governo de Washington retrocedeu ao anunciar que esta vai ser revogada.

O gabinete do Representante Comercial dos EUA (USTR, na sigla em inglês) anunciou terça-feira (15) que vai anular a tarifa, numa medida retroactiva a 1 de Setembro, por esperar que as exportações canadianas venham a "normalizar" até ao fim deste ano.

No comunicado emitido pelo USTR, aquele departamento afirma que vai continuar a monitorizar o comércio de alumínio e a determinar os volumes trimestrais considerados admissíveis, advertindo que as tarifas poderão voltar a ser impostas caso estes sejam excedidos.

Após os EUA terem unilateralmente imposto a tarifa no mês passado, a pedido de dois fabricantes americanos, os produtores canadianos de alumínio reclamaram e o governo canadiano estava a poucas horas de anunciar mais pormenores sobre os 3,6 mil milhões de dólares em tarifas retaliatórias a aplicar a uma gama variada de produtos – desde latas de bebida a máquinas de lavar roupa e tacos de golfe.


Voltar a Canadá em Foco


Voltar a Sol Português