CANADÁ EM FOCO


Sismo abala popular vila turística de Banff em Alberta

Os residentes da vila de Banff, na província de Alberta, não ganharam para o susto quando ao fim da tarde de sábado (13) aquela pitoresca localidade montanhosa e popular destino de férias foi abalado por um tremor de terra que registou 3,9 na escala de Richter.

A sismóloga do Departamento de Pesquisa Geológica do Canadá, Taimi Mulder, confirmou que a ocorrência teve lugar pelas 18h33, hora local (fuso horário MT), e situou o local do epicentro a seis quilómetros a norte da vila, perto da montanha Cascade.

Taimi Mulder indicou que o evento, de relativamente fraca magnitude, poderia ter sido "levemente sentido" no local, não se esperando por isso danos estruturais, mas aventando a possibilidade de ter ocorrido "a queda de algumas coisas das prateleiras".

Embora o Serviço Geológico dos Estados Unidos tivesse avaliado a magnitude do sismo em 4,4, a sismóloga indicou que o Canadá usa um subconjunto diferente de estações mais próximas da cidade que permitem uma medição mais precisa.

O terramoto ocorreu a cerca de 17,3 quilómetros de profundidade, com uma incerteza de mais ou menos sete quilómetros, segundo o organismo americano.

Embora a cientista canadiana considerasse não ter havido motivo para alarme, o facto é que muitos residentes ficaram sobressaltados, incluindo a presidente da Câmara, Karen Sorensen, que assistia a um filme quando sentiu um ribombar debaixo dos pés, seguido de um estrondo.

"Foi aí que a casa inteira tremeu... certamente a vila inteira sentiu isso, os meus telefones tocavam sem parar", disse a edil que revelou ainda ter sido contactada pelo seu homólogo na localidade vizinha de Canmore, dando-lhe conta de que também por lá foi sentido o abalo.

Embora não houvesse notícias de danos ou ferimentos, a autarquia indicou que iria proceder a uma vistoria de todos os edifícios municipais e das infra-estruturas subterrâneas.

Numa localidade montanhosa conhecida pelos desportos de Inverno, o som provocado pelo sismo poderia ser confundido com o de uma avalanche ou derrocada, mas Francis Hopkins, que gere um dos restaurantes mais conhecidos de Banff, o Grizzly House, disse que a princípio pareceu-lhe que um camião tida ido esbarrar contra o edifício, por isso saiu para averiguar e passou a acalmar os clientes.

"Foi uma sensação estranha ... houve um ribombar forte e o prédio tremeu", disse,

"Não sei como descrever, foi uma espécie de sacudidela visceral", adiantando que a situação "foi enervante".

Segundo indicou, ouviam-se os alarmes dos prédios vizinhos, que dispararam, e várias pessoas saíram à rua para ver o que se passava.

Embora os terramotos nesta região não sejam inusitados, também não são muito frequentes, tendo-se registado apenas alguns na última década – todos eles menores do que este.

O maior ocorreu em 1918 e registou 6,0 na escala de Richter.


Voltar a Canadá em Foco


Voltar a Sol Português