1ª PÁGINA


Mississauga:

Edil e vereadores recebem cidadãos em "Levée" de Ano Novo

Por João Vicente
Sol Português

"Levée" é um costume originário da corte francesa e que no Canadá passou a ser associado com o Ano Novo quando os comerciantes de peles começaram a deslocar-se até ao representante local do governo no primeiro dia do ano para os saudarem e, ao mesmo tempo, exporem algumas das suas preocupações do momento.

Eventualmente os governadores adoptaram o costume e actualmente a tradição permanece, sobretudo, a nível das Câmaras Municipais onde são organizados eventos que permitem aos cidadãos socializar de forma informal com os edis, mas também abordar assuntos de importância ou do seu interesse.

Tal como aconteceu uma semana antes em Toronto, no passado domingo (14) foi a presidente da Câmara de Mississauga, Bonnie Crombie, que emitiu um convite aos cidadãos desta autarquia para que visitassem a Assembleia Municipal onde se realizou esta cerimónia tradicional.

A cerimónia abriu com um cortejo liderado por um tocador de gaita de foles, seguido de cerca de 20 "Cavaleiros de Colombo", do pregoeiro da cidade, da presidente da Câmara e vereadores, e de elementos da chefia dos serviços de bombeiros e polícia da autarquia.

Coube ao pregoeiro Stephen Travers proclamar oficialmente a abertura do "Levée" deste ano, o que fez oscilando entre a formalidade e a informalidade, até no próprio pregão que a certa altura exclamava, com claro humor, que a edil tinha recebido uma chamada do primeiro ministro Trudeau no sentido de se reunirem em Fevereiro – "Wow! You go girl!!!!", exclamou, com a pompa e circunstância inerente ao cargo.

A ocasião depressa foi devotada à confraternização, com a presidente do Comité de Acção Juvenil, Prapthi Agarwala, a desempenhar o papel de mestre-de-cerimónias, responsável pelas apresentações.

O convívio teve duas componentes distintas, centrando-se primeiro no interior do edifício camarário, onde os visitantes puderam cumprimentar, trocar impressões e tirar fotografias com a edil e os convidados de honra, e mais tarde no exterior, onde se realizou uma sessão de patinagem no gelo para quem quis participar.

Assim, e ainda na primeira fase das cerimónias ouviram-se algumas palavras da edil e um poema alusivo a Mississauga e à passagem do ano, do poeta laureado Wali Shah, que o declamou, cabendo à cantora Arlene Paculan entreter as centenas de pessoas que acorreram ao evento, quer antes da cerimónia, quer durante o convívio entre entidades oficiais e cidadãos.

A alocução de Bonnie Crombie abordou a diversidade de culturas e etnias que compõem o tecido social da cidade e tocou em aspectos ligados à atribuição de contractos de compra de bens e serviços com base em directrizes que exigem que se tenham em conta os impactos social e ambiental, assim como a sustentabilidade.

A edil mencionou ainda alguns dos grandes projectos que vão transformar a cidade, incluindo o Metro de superfície, LRT, que vai fazer carreira ao longo da rua Hurontario e ligar Mississauga a Brampton.

Em declarações ao jornal Sol Português Bonnie Crombie afirmou-se orgulhosa dos sucessos registados, considerando por isso serem um modelo que serve de referência a outras cidades.

"Sei que Mississauga é sempre o ponto de referência e muitas outras cidades comparam-se connosco e procuram descobrir o que estamos a fazer e como fazemos as coisas, por isso tendem a copiar-nos", referiu.

Quando por fim terminou o convívio na Assembleia Municipal, foi altura das pessoas se dirigirem ao exterior, onde a presidente da Câmara viria a patinar com o público.

Ao chegar à pista de gelo, localizada na praça designada por Celebration Square, a autarca, que é de ascendência polaca e ucraniana, teve a agradável surpresa de se deparar com o grupo folclórico polaco Majeranki, que se encontra em digressão pela América do Norte e que brindou a edil e o público ali presente com uma breve actuação.


Voltar a Sol Português