1ª PÁGINA


Semana de Portugal 2017:

Arranque oficial das comemorações decorreu na Galeria dos Pioneiros em Toronto

Por João Vicente
Sol Português

Ao oficializar o início das comemorações da Semana de Portugal 2017 numa cerimónia que decorreu sábado (13) de manhã na Galeria dos Pioneiros, em Toronto, o presidente do Executivo da Aliança dos Clubes e Associações Portuguesas do Ontário (ACAPO), José Eustáquio, começou por se dirigir especificamente aos mais jovens ali presentes para lhes destacar a importância daquela data.

Como realçou, foi precisamente nesse dia, em 1953 – "há 64 anos" – que atracou em Halifax o Satúrnia, navio mercante que trouxe consigo "os primeiros portugueses que oficialmente tinham o prazer, a oportunidade, a sorte de construir a sua vida num grande país" de acolhimento como o Canadá, pedindo em memória desses pioneiros um momento de silêncio.

A assistência, composta por cerca de duas dezenas de entidades oficiais, convidados e elementos do público, escutou também o empresário luso-canadiano e responsável pela Galeria, Manuel da Costa, que destacou a importância daquele espaço museológico.

Como ressaltou, "uma galeria ou um museu é um projecto que nunca está acabado – é um animal vivo que continua sempre a desenvolver-se", pelo que pediu aos portugueses para que se lembrem deste espaço, lançando o convite para que o vão visitando com alguma frequência pois o conteúdo também vai mudando.

O empresário e comendador agradeceu ainda à curadora responsável pelo espaço, Andrea da Costa, elogiando o trabalho que tem vindo a desenvolver no sentido de o tornar mais convidativo e acessível ao público.

As qualidades do local foram igualmente elogiadas pela deputada provincial Cristina Martins que no seu discurso considerou que o espaço não poderia ter sido mais apropriado para o lançamento da Semana de Portugal, dada a ocasião e o simbolismo da data.

Trata-se, como ressalvou a política luso-canadiana, de um local que ajuda a perceber a história da comunidade e aquilo por que passaram os pioneiros, lembrando que só estudando o passado "podemos crescer e avançar".

José Eustáquio aproveitou para destacar e agradecer o apoio prestado pelo governo provincial da primeira-ministra Kathleen Wynne, com especial ênfase para o auxílio dado pela deputada Cristina Martins e pelo ministro das Finanças Charles Sousa.

Segundo revelou, a ACAPO vai auferir de verbas que totalizam 200.000 dólares, metade para a organização dos festejos da Semana de Portugal e metade para o festival que irá decorrer no fim de semana de 1 de Julho, em honra do Dia do Canadá e dos 150 anos da nação.

Com a professora Manuela Marujo, da Universidade de Toronto, prestes a reformar-se no fim de Junho, a docente do programa de Português naquela instituição de ensino será homenageada durante as comemorações oficiais de 2017 por ter proporcionado "aquilo que a nossa comunidade tem merecido: que a nossa língua esteja presente, que a nossa língua seja viável e se mantenha forte, especialmente para a juventude aqui presente", referiu o presidente da ACAPO ao chamá-la ao pódio.

A homenageada fez questão de referenciar a exposição que está actualmente patente na biblioteca Robarts, na Universidade, e que destaca os 70 anos de ensino da língua portuguesa naquela instituição académica, deixando um convite aberto a todos para que não deixem de a visitar.

Foi ainda reconhecida a presença naquela cerimónia de Ilda Januário, há muito tempo activa na comunidade portuguesa, assim como do presidente do First Portuguese Canadian Cultural Centre, Pedro Silva, e de Domingos Marques, um dos primeiros presidentes da ACAPO e para o qual José Eustáquio chamou a atenção referindo que "alguém teve visão há 30 anos atrás quando esta organização foi lançada".

No decorrer do encontro José Eustáquio foi destacando também algumas das principais actividades incluídas nas comemorações deste ano, aproveitando para agradecer a patrocinadores e apoiantes, e reconheceu a presença dos dirigentes associativos e ranchos folclóricos que se encontravam ali presentes.

Estes incluíam elementos do Grupo Folclórico Transmontano, da Associação Migrante de Barcelos e da Academia do Gil Vicente, da Casa da Madeira, da Casa dos Açores do Ontário e do seu Rancho Pérolas do Atlântico, da Associação Cultural do Minho de Toronto, do Rancho Folclórico do Clube Cultural Português de Vaughan, do Rancho Folclórico da Nazaré e da Casa dos Poveiros.

Realçando o facto do programa da Semana de Portugal já englobar actividades que abrangem cerca de dois meses, o responsável pela ACAPO destacou ainda o jantar de gala desta organização, lembrando que "houve uma temporada em que andou um pouco perdido", mas que uma das melhores decisões tomadas nos últimos 10 anos foi atribuir, e incentivar os clubes membros a atribuírem, bolsas de estudo aos jovens, as quais são publicamente apresentadas aos premiados durante aquele convívio anual cuja edição 2017 decorreria nessa noite.

Coube a um jovem trompetista de 16 anos, Leandro "Leo" Silva, da Banda do Sagrado Coração de Jesus, interpretar os hinos do Canadá e de Portugal, tarefa que executou na perfeição assim pondo um ponto final nestas cerimónias de abertura.

Convidados e público foram então solicitados a passarem ao espaço adjacente da Biblioteca José Mário Coelho – designada em honra do já falecido co-fundador da Galeria dos Pioneiros – onde puderam apreciar um momento de convívio e saborear os petiscos oferecidos para esta ocasião pela Pastelaria Caldense.


Voltar a Sol Português