1ª PÁGINA


Governo dos Açores quer candidatar viola da terra a património da UNESCO

O Governo dos Açores, de coligação PSD/CDS-PP/PPM, quer candidatar a viola da terra a património material da humanidade da UNESCO, devido às "características únicas" do instrumento, revela o Plano da região para 2021.

Segundo o documento, o executivo açoriano pretende "criar condições para a candidatura da viola da terra a património material da humanidade, considerando as características únicas, a tradição e a história contidas nas suas variações de sonoridades".

O Governo Regional acrescenta ainda que a viola da terra tem a "originalidade de se tratar de um instrumento artesanal único no património musical mundial".

Associado à candidatura da viola da terra, o executivo liderado pelo social-democrata José Manuel Bolieiro quer "elaborar os procedimentos necessários à candidatura dos Açores a membro associado da UNESCO".

O Governo dos Açores divulgou quarta-feira (10) publicamente as ante-propostas do Orçamento, do Plano Regional Anual para 2021 e das Orientações de Médio Prazo para 2021-2024.

A viola da terra é um instrumento musical de cordas típico dos Açores, pertencente à família das violas de arame portuguesas, que teve origem no século XVIII e "sobreviveu graças ao povo", segundo disse o presidente da Associação de jovens de viola da terra, Rafael Carvalho, numa entrevista à Lusa em Outubro de 2019.

Segundo Rafael Carvalho, apesar não existirem respostas definitivas, acredita-se que a viola da terra terá descendido de uma viola comum que deu origem às várias violas de arame portuguesas.

A viola da terra tem a caixa em forma de oito e tem 12 cordas: três ordens duplas (seis cordas mais agudas organizadas aos pares) e duas ordens triplas (outras seis cordas graves e organizadas em conjunto de três).

No Plano para 2021, no capítulo destinado à cultura, o Governo Regional avança ainda que pretende rever o regime jurídico de apoio às actividades culturais e fomentar o "intercâmbio escolar através de clubes escolares culturais".

Em 2021, o executivo açoriano quer também iniciar o projecto para a construção de um "museu da aviação açoriana e atlântica".

O plano e orçamento da região têm de ter pareceres do conselho económico e social dos Açores (CESA) e dos conselhos de ilha, sendo depois discutido e votado na Assembleia Legislativa Regional.


Voltar a Sol Português