CANTINHO DA POESIA


Partida das andorinhas

Por José Ribeiro de Sousa

Quando o tempo já se esfria
anunciando a invernia,
sopra o vento e assobia

Já se alagam os caminhos.
Estão vazios os ninhos
e calam-se os passarinhos.

É Outono. Frio e chuvoso.
Tempo mudo e rigoroso
a rodar vertiginoso.

Vão-se embora as andorinhas.
Dizem adeus, coitadinhas!
E lá vão para outras linhas.

Esperam-nas outras terras.
Mas partem tristes deveras
por cá deixarem quimeras!

Pobre que tu deixas,
Terra e lar e não te queixas,
E partes cantando endexas! _

Aqui tiveram seu lar!
Deitam-lhe um saudoso olhar
com a esperança de cá tornar!

"Boa viagem", Amigas!
Não vos faço despedidas...
...Espero as vossas "Boas-Vindas"!


Voltar a Poesia


Voltar a Sol Português