1ª PÁGINA


Miss Internacional Portugal:

Luso-canadiana parte para o Japão à conquista do título mundial

Por António Perinú
Sol Português

Carina Neto, a jovem luso-canadiana que venceu em Junho o título de Miss Internacional Portugal depois de ter representado a comunidade portuguesa na competição Miss Portuguesa 2018, em Portugal, prepara-se agora para a sua próxima competição no Japão.

Em Novembro, Tóquio será palco da 58.ª edição da Miss Internacional, prova que verá defrontarem-se 90 candidatas em representação dos seus respectivos países, e Carina Neto lá estará também, em nome de Portugal e da cultura lusa.

Em declarações ao jornal Sol Português, a jovem luso-canadiana deu-nos uma perspectiva do que será esta sua participação e o que representa para si representar a cultura portuguesa numa competição internacional.

"Vou ao Japão representar Portugal como concorrente ao titulo Miss Internacional e vou lá ficar três semanas, assim como todas as outras concorrentes", diz-nos Carina Neto, salientando que "são 90 candidatas, o que quer dizer 90 países concorrentes" e que para melhor se preparar, tem "estudado muito a cultura japonesa".

A sua expectativa, naturalmente, é vencer, mas para ela há muito mais envolvido, considerando esperar com a sua participação "que Portugal seja visto, pois tem uma cultura rica, uma história fantástica", prometendo tudo fazer "para deixar bem patente o nome de Portugal neste concurso, para que [todos saibam] que é um dos países mais lindos do mundo".

A jovem, que partirá do Canadá sozinha, diz-nos não ter medo de partir nesta aventura, já que "é só uma viagem de 14 horas", mas sorri e logo acrescenta que "no Japão claro está, eu e todas as outras concorrentes somos acompanhadas pela organização do concurso".

Quanto ao que poderá vir a seguir à eventual conquista do título, Carina Neto é directa: "o que vem a seguir é muito trabalho para conquistar este título, uma vez que é uma competição a nível mundial"

Caso ganhe – "o que é muito difícil, mas não é impossível", realça, consciente do grande número de países e concorrentes – explica que "durante um ano serei a Miss Internacional, o que certamente será um ano cheio de trabalho e irei estar presente em vários locais e em vários países, mas isso seria o maior orgulho que eu poderia ter, particularmente por poder levar o nome de Portugal pelo mundo".

Numa mensagem aos portugueses, no Canadá e em Portugal, esta jovem que será a sua representante durante uma das mais concorridas competições de beleza internacional fez questão de destacar que a sua principal intenção é "dizer a todas as pessoas que tudo é possível, desde que assim creiam, pois o crer é uma mais valia para se conseguirem os nossos objectivos".

Como realçou, "é isso que vou fazer ao Japão, ao tentar conquistar este concurso", concluiu.

A jovem, que estará no Japão durante cerca de três semanas, em preparação para esta prova que se realiza a 9 de Novembro na cidade de Tóquio, fez ainda questão de agradecer também "aos patrocinadores, à minha família e aos meus amigos que me têm acompanhado em toda esta jornada desde o princípio", deixando a todos "o meu bem haja, a minha gratidão e a minha amizade".


Voltar a Sol Português