1ª PÁGINA


Concurso de Cantores 2021/22:

Sabrina Barreto e Noah Kosta vencem competição na primeira final com público ao vivo desde 2019

Finalistas que representavam a comunidade de expressão portuguesa em destaque durante noite de gala na Casa do Alentejo de Toronto

Por Luís Aparício

Sol Português

Passados mais de nove meses desde a primeira audição através do Zoom para a 16.ª temporada, e depois de várias rondas de qualificação e semifinais muito disputadas, foram finalmente conhecidos os vencedores da edição 2021/22 do Concurso de Cantores com John Santos (SCJS, na sigla em inglês), competição que tem granjeado popularidade desde que se iniciou no seio da comunidade portuguesa e é cada vez mais participada também por outras etnias.

Sabrina Barreto e Noah Kosta levaram a melhor sobre toda a concorrência e conquistaram o primeiro prémio nas categorias juvenil e adultos, respectivamente, na que foi a primeira grande final realizada com público ao vivo desde 2019.

O espectáculo decorreu no salão principal da Casa do Alentejo de Toronto (CAT), espaço que alberga os estúdios da SCJS e que nos últimos 10 anos tem sido também o único local para os ensaios e as rondas de qualificação do concurso, e transmitido pela internet através das várias plataformas online onde a competição está presente.

Nas primeiras palavras que proferiu após ter sido declarado vencedor no escalão de adultos, Noah Costa afirmou que os "últimos nove meses têm sido incríveis" e manifestou-se "feliz por ter tido esta oportunidade".

O jovem cantor – "uma estrela em formação", como opinou Nadia Dolce, que integrava o painel de jurados nessa noite – não quis deixar de reconhecer o talento musical da luso-canadiana Daniela Costa, que se classificou em segundo lugar.

"Adoro-a, é uma pessoa incrível e, aconteça o que acontecer, espero que não se sinta desencorajada pela derrota e que continue, pois tem uma voz incrível", afirmou, adiantando: "só lhe desejo o melhor".

Embora sem atingir o objectivo de vencer a competição, Daniela Costa disse ao jornal Sol Português que esta foi uma boa experiência e afirmou que "claramente" vai "voltar para a próxima edição".

Outro participante luso-canadiano, Patrick Lopes, um "habitué" nas finais do concurso, voltou a não vencer, mas recebeu elogios dos organizadores e do júri, e não conseguiu disfarçar a emoção em palco.

Também na categoria juvenil o nível de competição entre os cinco finalistas foi bastante elevado, com Sabrina Barreto a ver-se coroada vencedora, à frente de Shane Aludud, outra voz que surpreendeu.

É caso para dizer que para Sabrina Barreto à terceira foi de vez, já que a jovem tinha admitido nas rondas de qualificação que esta seria a última oportunidade que se daria a si própria.

"Sinto-me muito contente por ter conseguido", disse à nossa reportagem, mostrando-se ainda surpreendida com a vitória final.

A segunda classificada, Shane Aludud – de raízes filipinas e a quem o jurado Alex Andronache prevê um grande futuro no mundo da música – mostrou-se satisfeita com o resultado, mas prometeu voltar a concorrer, "ainda mais forte" e decidida a vencer a próxima edição do concurso.

Entretanto a que será a 17.ª temporada começa já a ganhar forma, com o apresentador e co-organizador do concurso, John Santos – juntamente com Lisa Santos – a destacar terem já concorrentes com "vozes muito boas" inscritos, num processo que está ainda a decorrer mas a despertar muito interesse.

Prémios e reconhecimentos oficiais

Aos vencedores do concurso coube a gravação nos estúdios SCJS de um álbum com oito temas, escritos e compostos em colaboração com o produtor Anthony Wright, um dos quais será escolhido para a produção de um teledisco.

Por sua vez, os segundos classificados terão a oportunidade de fazer um vídeo profissional com o tema que gravaram para o álbum de compilação do concurso, que será produzido por Edber Vallejo Heredia.

Cada um dos 10 finalistas recebeu também um prémio especial do concurso e um certificado oficial da Câmara Municipal de Toronto, emitido pela vice-presidente e vereadora Ana Bailão, que representa o distrito de Davenport.

No decorrer do serão, Rudy Cuzzetto, candidato do partido Conservador nas eleições legislativas provinciais de Junho pelo distrito de Mississauga-Lakeshore, procedeu à entrega de um certificado de reconhecimento do governo do Ontário.

Por sua vez, o deputado que representa em Otava a circunscrição de Mississauga Este-Cooksville, Peter Fonseca, trouxe um certificado de reconhecimento do governo federal e transmitiu uma mensagem do Primeiro-ministro para a organização do SCJS.

Na missiva, Justin Trudeau ressalva que "desde 2006 este evento tem proporcionado uma oportunidade para cantores de todas as idades e níveis desenvolverem as suas capacidades vocais e de actuação, e mostrarem os seus talentos", e congratula os responsáveis pela iniciativa.

Finalistas e ex-concorrentes em palco

No decorrer da noite cada um dos finalistas viria a interpretar duas canções para apreciação do júri e do público que seria chamado a votar pelos seus favoritos.

Durante o intervalo que separou estas interpretações foram apresentados telediscos dos vencedores da edição anterior, a começar pelos segundos classificados, Malia Afonso e JSJ, seguidos pelos vencedores, AJ Manuel e Cassie Acevedo.

Os vídeos tiveram a realização de Edber Vallejo Heredia e as canções apresentadas foram compostas em colaboração com o produtor Anthony Wright.

Após retomada a prova e uma vez finalizado o segundo grupo de canções, fez-se uma breve recapitulação das actuações dos 10 finalistas deste ano e procedeu-se à pausa para a votação final.

No entretanto e após apresentado "O ano em revista", com a exibição de imagens onde foram destacados alguns dos principais momentos da 16.ª temporada do concurso, o jovem AJ Manuel subiu ao palco para interpretar ao vivo as canções "Like Tomorrow Never Comes" e "Wonderful Woman", seguido de Cassie Acevedo que cantou "Vroom Vroom" e "Invisible".

Viriam ainda a ser apresentados telediscos de concorrentes e vencedores doutras edições da competição, nomeadamente de Melanie Cabral ("Unspoken"), Vanessa Casiero ("It's Your Choice"), Joey Corsino ("Drive") e Bruna Vilaça ("More").

Paralelamente ao Concurso de Cantores, a organização tem vindo a realizar uma iniciativa designada
"Back on Track", que ajuda jovens ao cuidado do Sistema de Protecção da Infância ou com necessidades especiais.

Assim, foi apresentado um documentário com alguns dos jovens que já participaram nesta iniciativa e no qual falam sobre a forma como o programa os ajudou numa fase difícil das suas vidas, e o que têm feito desde então a nível profissional.

Por fim, foram revelados os resultados da votação que determinou os resultados deste ano.

Categoria Juvenil:

1.º lugar – Sabrina Barreto, com a interpretação das canções "Don't Start Now" (Dua Lipa) e "She Used to Be Mine" (Sara Bareilles)

2.º lugar – Shane Aludud, com a interpretação das canções "I Will Always Love You" (Whitney Houston) e "Something's Got a Hold on Me" (Christina Aguilera)

Placa de reconhecimento para os concorrentes Victoria Dimitrova, Chantel Nunes e Ariel Weinreich

Categoria Adultos:

1.º lugar – Noah Kosta, com a interpretação das canções "Cry Me a River" (Michael Bublé) e "For Once in My Life" (Frank Sinatra)

2.º lugar – Daniela Costa, com a interpretação das canções "One Night Only" (Jennifer Hudson) e "Give Your Heart a Break" (Demi Lovato)

Placa de reconhecimento para os concorrentes Ojonugwa Usman, Julia Romanelli e Patrick Lopes


Voltar a Sol Português