CANTINHO DA POESIA


História de muitas vidas

Por Luís Marcelino
Sol Português

Olhei pela minha janela
O dia estava cinzento
Lá fora, na viela
Uma história que eu invento

Uma história de muitas vidas
Vidas de gente devota
Que deixam suas guaridas

Nas asas de uma gaivota

Gaivota triste, cinzenta
Vive o que o mundo inventa
E que te obriga a viver

Mas não aceites a derrota
Levanta a cabeça, gaivota
O mundo tem que aprender


Voltar a Poesia


Voltar a Sol Português