1ª PÁGINA


Terceira-Açores:

Festas em honra de Santa Margarida animam Porto Martins

Por Noémia Gomes
Sol Português

Porto Martins é uma freguesia rural do concelho da Praia da Vitória, ilha Terceira-Açores, com uma paisagem variada que se caracteriza pelas vinhas, que crescem sobre pedras negras vulcânicas, e pelos seus pomares cheios de figueiras e que se destacam por serem os únicos na ilha onde se cultiva a oliveira.

Desmembrado da vizinha freguesia de Cabo da Praia em Maio de 2001, data em que foi elevado a freguesia, reza a história que Porto Martins deve muito à filantropia de José Coelho Pamplona (1843-1906), primeiro e único visconde de Porto Martim e que, entre outras obras, custeou a construção da igreja paroquial ampliando a antiga ermida de Santa Margarida, bem como da escola primária e do primitivo sistema de chafarizes que abastecia a povoação de então.

Esta pitoresca freguesia banhada pelo mar, localizada na costa sul da ilha, conta com pouco mais de mil habitantes e este mês, de 13 a 21, está a celebrar a festa anual em honra da sua padroeira, Santa Margarida.

Nas festividades está incluído um vasto programa religioso e profano ao longo de nove dias, com missas solenes e procissões em honra de Santa Margarida e em louvor a São Vicente, complementadas pela iluminação de rua, demonstrações e exposições de artesanato, bazar, cantorias e actuação de várias bandas e artistas.

O programa inclui ainda bodo de leite, a actuação da marcha do Porto Martins assim como várias actividades tauromáquicas, designadamente touradas à corda, largada de toiros e excursões aos tentaderos.

De passagem por Porto Martins no passado domingo (15), a nossa reportagem assistiu à procissão em honra de Santa Margarida, cortejo que ostentava cinco andores e no qual se integravam centenas de fiéis, acompanhados pela Banda Filarmónica da Fonte do Bastardo.

A procissão, que percorreu várias ruas adjacentes à igreja, foi precedida de uma missa solene presidida pelo pároco da freguesia, Júlio Rocha.

Constavam ainda do programa uma homenagem aos emigrantes e espectáculos com actuações dos artistas Artur Miranda, Marco Rosa, Luís Filipe José Rosa e Henrique Matos.

Apesar de estarmos quase no fim do Verão, as festividades na Terceira continuam em grande e por toda a parte é ainda visível uma grande quantidade de emigrantes que, vindos do Canadá e dos Estados Unidos, se deslocaram à ilha para assistirem às festas das freguesias de onde são oriundos.


Voltar a Sol Português