1ª PÁGINA


Concurso de Cantores:

Semifinais deste ano vão ter cinco concorrentes luso-descendentes

Por João Vicente
Sol Português

No fim da última sessão de qualificação do Concurso de Cantores com John Santos (SCJS na sigla em inglês), decorrida na pretérita quarta-feira (12) na Casa do Alentejo de Toronto, viram-se acrescentados os nomes de mais seis concorrentes ao rol de semifinalistas que este ano irão disputar a próxima etapa da competição, sendo um deles pertencente a uma luso-descendente: Cassie Acevedo.

Foi precisamente esta jovem a inaugurar o palco nessa noite, dado a primeira concorrente, Amy Johnson, ter adoecido e não poder participar, mas apesar de surpresa, Cassie Acevedo não se deixou afectar e esteve muito bem na interpretação do tema "Piece by Piece", de Kelly Clarkson.

Com uma voz suave mas segura, tal como requer a canção que escolheu, Cassie manteve o silêncio e a atenção da plateia, que se desfez em calorosos aplausos após os últimos acordes da música.

Filha de mãe portuguesa e pai chileno, a jovem foi uma das três concorrentes juvenis que passaram à fase seguinte, juntamente com Abigail Murphy, que concorreu com "All of Me", de John Legend, e aparentava estar tão feliz quanto incrédula, e Ishaan Grotra – com o tema "Higher Love", originalmente de Steve Winwood, mas deste feita na versão do DJ norueguês Kygo, com voz de Whitney Houston – que ao ser chamado deixou transparecer a sua alegria mas manteve a compostura de mini adulto a que toda a gente acha graça.

E por falar em compostura, Sarah McLennan, que seria a primeira semifinalista adulta a ser anunciada nessa noite, não só se esqueceu da letra quando começou a sua interpretação de "Before he Cheats", de Carrie Underwood, como mais tarde veio a salpicar as suas respostas às perguntas e aos comentários dos juízes com algumas palavras menos próprias para um espectáculo familiar.

Ainda assim, a concorrente foi elogiada por ter prosseguido a sua actuação e recuperado de um início menos airoso, algo que o público parece também ter apreciado, apesar de tudo, uma vez que conseguiu apurar-se na votação que foi decidida em partes iguais pelo júri e pela assistência.

Crystal Jones, que mais uma vez tinha a esposa, amigos e familiares a assistirem à sua actuação, entregou-se ao tema "Dreams", de Fleetwood Mac, com uma voz forte mas suave, marcada em certas partes por um vibrato que fazia lembrar Stevie Nicks, sendo assim outra dos três adultos apurados nessa noite.

Por contraste, a actuação de Tanya Yousofi não poderia ter sido mais diferente, com a artista a entregar-se totalmente na interpretação de "It's a Man's Man's Man's World", originalmente de James Brown, mas também popularizado por Tom Jones e outros artistas, com uma energia que demonstrou claramente o seu poder vocal e lhe valeu a passagem à semifinal.

Dos três concorrentes de cada categoria que passaram à fase seguinte, dois foram escolhidos pelos votos do júri e da assistência, enquanto que o terceiro ficou inteiramente à responsabilidade dos jurados, obedecendo ao critério de ser "alguém que não passou, mas merecia ter passado", como destacou o organizador, John Santos, que fundou este concurso com a esposa, Lisa.

Não ficou imediatamente claro quais os concorrentes "salvos" pelo júri – constituído nessa noite por Valter Barberini, Patrick Albernaz, Joe Woods e Trevor Shelton – pois John Santos ressaltou que os três concorrentes de cada categoria estavam a ser anunciados aleatoriamente e não necessariamente por ordem do número de votos.

Com respeito aos 14 dos 20 concorrentes que fizeram prova nessa noite e não se classificaram, todos foram incentivados a voltarem a concorrer já que, como foi destacado, já houve vencedores anteriormente que ganharam, não só porque aprenderam com a experiência, como porque não desistiram e voltaram a tentar.

Segundo John Santos, há vários factores que influenciam o resultado, incluindo o nível de qualidade relativo a outros concorrentes, mas também a maneira como escolhem evidenciar o seu próprio talento.

"Às vezes aqueles que passam não são os melhores, escolheram foi canções melhores", refere o músico luso-canadiano, reforçando que "não é só ser um grande cantor, é a canção em si" que se torna por vezes um factor determinante ao encaixar bem com o concorrente e a agradar ao público e ao júri – ou não.

Trevor Shelton – que além de produtor musical, jurado do SCJS e agente artístico e de futebol é ainda o presidente dos Canadian Urban Music Awards, que se irão realizar na Casa do Alentejo no dia 23 de Maio – lamenta que não existisse uma organização como esta quando estava a dar os primeiros passos nesta indústria.

Dizendo-se impressionado cada vez que assiste a mais uma sessão deste concurso, pois reconhece "a paixão" com que os concorrentes se entregam a esta prova, Trevor diz que procura também avaliar se os concorrentes são convincentes nas suas actuações.

Segundo ele, mesmo que não passem à próxima fase, "a vida continua" e "quer ganhem ou percam, são todos campeões", e acrescenta que já por várias vezes ofereceu contractos a concorrentes que não chegaram às finais de concursos mas nos quais reconheceu existir potencial.

Desta vez não conseguiram qualificar-se na categoria juvenil a já referida Amy Johnson, Sophia Jin, Sahana Murali, Mikaela Amaral, Brooke dos Santos, Victoria Dimitrova e Savanna Tarditti, enquanto que no escalão de adultos ficaram para trás Lina Nkunzimana, Izula Ara, Marie Darmanin, Arlyn Alaras, Carine Sroujian, Leean Jones e Kendrick Niyonkuru.

Como habitualmente, Marisa Oliveira, da SCJS TV, entrevistou os concorrentes no final das actuações de cada categoria e foi também dada oportunidade aos juízes de questionarem os concorrentes assim como oferecerem sugestões que os poderão ajudar a melhorar o seu desempenho no futuro.

Além da concorrente luso-chileno-canadiana Cassie Acevedo apurada nesta última sessão de qualificação, chegaram às semifinais deste ano mais quatro concorrentes com costela portuguesa, nomeadamente: Isabela Antunes, Sabrina Barreto, Patrick Lopes e Jennifer Ramalho.

Todos os semifinalistas irão agora ter um acompanhamento mais próximo, com apoio e instrução que os poderá auxiliar na sua procura de uma carreira na indústria musical.

A final desta que é a 14.ª edição do SCJS terá lugar no Centro de Convenções Pearson, no dia 25 de Abril, após serem escolhidos 10 finalistas entre os 22 concorrentes que irão participar nas duas semifinais, marcadas para 29 de Fevereiro e 7 de Março na Casa do Alentejo.

O concurso é transmitido ao vivo no canal do YouTube TheSingingContest1, assim como na aplicação GoLive TV, e em diferido em várias plataformas, tais como no portal thesingingcontest.com e na página facebook.com/TheSingingContest.


Voltar a Sol Português