1ª PÁGINA


4.º Torneio Sol Português:

Competição de pesca desportiva juntou adeptos em Port Maitland

O sol voltou a raiar em Port Maitland, literal e figurativamente, para a 4.ª edição do concurso de pesca desportiva do jornal Sol Português, competição que domingo (17) juntou um bom número de adeptos da modalidade neste pitoresco porto perto de Dunnville.

As inscrições começaram às 7h00 da manhã e logo pela madrugada os concorrentes começaram a fazer-se à estrada, aproveitando o tempo fresco que em breve daria lugar a um dos dias mais quentes desta Primavera.

Tal como nas edições anteriores, a organização esteve a cargo de Fernando Maia, figura sobejamente conhecida dos amantes da pesca desportiva e impulsionador dos principais torneios que se realizam na comunidade portuguesa através de várias organizações, clubes e associações locais.

Apaixonado por estas competições, Fernando Maia não se poupa a esforços para que tudo decorra da melhor forma, garantindo ainda que os participantes estão inteirados das regras do concurso, que está aberto a todas as idades.

Dos mais novos aos mais velhos, a prova envolveu participações por equipas e a nível individual, incluindo prémios para quem apanhasse o maior peixe (Eduardo Cruz) e mais peixe (Jorge Lima), assim como na categoria específica de carpas (que foi ganha por Sérgio Gonçalves, com Hélder Costa em segundo lugar).

Havia um escalão para senhoras (1.ª – Sofia Lima; 2.ª – Alexandra Lima; 3.ª – Fernanda Lima) e outro para crianças (1.º – Daniel Flores; 2.º – Ryan Flores) enquanto que em termos de equipas, os primeiros três lugares registaram, respectivamente, Poveiros, Beirões e Prego Disposal.

Quanto à Classificação Geral, ficou assim ordenada: 1.º – Jorge Lima; 2.º – Miguel Silva; 3.º – Eduardo Cruz; 4.º – Jorge Moreira; 5.º – Carlos Macedo; 6.º (Empate) – Manuel Lima e Sérgio Lima; 7.º – Fernando Rodrigues; 8.º – Luís Vieira; 9.º – Armando Costa; 10.º – David Gomes.

No final do torneio, que decorreu num espírito de convívio, boa disposição e lazer, realizou-se um piquenique colectivo entre participantes, familiares e amigos, com os mais pequenos a envolverem-se em brincadeiras, num local propício ao descanso e ao desfruto da natureza.

Como em anos anteriores, os prémios serão atribuídos oficialmente durante o jantar de gala e convívio natalício do Jornal Sol Português, que se realiza em Novembro e pressagia a entrada na quadra festiva para a comunidade portuguesa.


Voltar a Sol Português