1ª PÁGINA


Nova sede da LIUNA Local 183 prevista estar pronta em Setembro de 2023

Projecto de futuro idealizado para acompanhar o crescimento do número de sócios do gigantesco sindicato da construção civil

Por Luís Aparício

Sol Português

A LIUNA Local 183, uma das maiores centrais sindicais representativa dos trabalhadores do sector da construção civil da América do Norte, está a construir uma nova sede em Vaughan, um projecto "com uma visão para o futuro", segundo os responsáveis.

A obra vai abranger um conjunto de infra-estruturas por forma a corresponder às necessidades dos sócios do sindicato que na última década tem registado forte crescimento.

"Acho que é testemunho da forma como o sindicato está a crescer", disse a propósito da iniciativa o administrador desta sindical, Jack Oliveira, em declarações aos órgãos de comunicação social de língua portuguesa que na manhã de terça-feira (19) tiveram oportunidade de acompanhar o andamento das obras, .

"Quando se faz um edifício destes, tem que se ter uma visão para o futuro (...) e deixar já os alicerces feitos para acompanhar o crescimento" do sindicato, acrescentou.

Com o projecto "a meio caminho", Jack Oliveira avança a linha temporal de Setembro de 2023 como a data prevista para a conclusão das obras, desde que não hajam atrasos ou problemas de maior, nomeadamente ao nível da falta de mão-de-obra e de materiais.

O edifício multiusos, projectado pela firma de arquitectos Diamond Schmitt, tem uma área total de 290.000 pés quadrados (quase 27.000 metros quadrados) e consistirá duma torre com seis andares, ligada a uma ala composta por três andares que terá como principal característica um sistema de envidraçamento de extrema transparência.

O edifício contempla uma grande gama de serviços para os sócios, incluindo espaços de lazer e reabilitação, clínicas médica e dentária, farmácia, oculista, uma gráfica, um clube para os idosos, bem como serviços financeiros, jurídicos e sociais, uma cooperativa de crédito e os serviços administrativos do Plano de Benefícios e Pensões do sindicato.

De acordo com o projecto, no rés-do-chão o Gerry Gallagher Hall vai ser um salão polivalente com capacidade para 3.000 pessoas (sentadas) e que tanto pode servir para a realização de reuniões gerais de sócios como de actividades comunitárias ou alugado para eventos privados.

Os pisos superiores destinam-se a áreas de trabalho modernas e da última geração, bem como de espaços de aprendizagem para os sócios e funcionários da LIUNA 183, projectados para promover o bem-estar dos ocupantes.

O vice-presidente internacional e administrador regional da LIUNA, Joseph Mancinelli, não escondeu o entusiasmo por ver a realização de "projectos desta grandeza no Ontário" e congratulou o Executivo da 183 "pela clarividência para construirem uma sede tão grande na região de Toronto" e pelo "trabalho excepcional que está a ser desenvolvido em prol dos sócios".

Joseph Mancinelli acompanhou também o Executivo da sindical numa visita às obras para a construção das novas instalações da "Tunnel Rescue & Skills Training Facility" – destinada à formação de especialistas em missões de salvamento e de trabalho em túneis – que está a ser construído no local, mas que se encontrava vedada aos repórteres.

À saída das instalações, Jack Oliveira lembrou que a 183 faz formação nesta área há muitos anos, mas face às constantes alterações nos regulamentos e estatutos de Saúde e Segurança no Ontário, os delegados do Centro de Formação concluíram ser necessário um novo espaço por forma a poderem acompanhar todas as alterações.

O director-executivo do Centro de Formação da LIUNA Local 183, Sandro Pinto, confirmou que há um grande número de entidades, "seja do ministério do Trabalho, dos bombeiros, dos municípios de Vaughan e Mississauga, e outros", que entram em contacto com o centro para aferir a possibilidade de usarem as instalações para treinar e dar formação às suas equipas de trabalho.

Sandro Pinto salientou ainda a vantagem de poderem usar também este novo espaço – equipado com tecnologia de ponta e que indicou ser único na América do Norte – como uma "ferramenta de recrutamento" para a indústria da construção.

Fundado em 1952 por Gerry Gallagher e com pouco mais de 400 sócios durante o seu primeiro ano, o sindicato LIUNA Local 183 cresceu e representa actualmente mais de 60.000 trabalhadores da construção civil e seus familiares na Área da Grande Toronto, grande número dos quais de origem portuguesa.


Voltar a Sol Português