1ª PÁGINA


LIUNA Local 183:

Centro de Formação Profissional comemora 40 anos com novas iniciativas

Inauguração de uma nova unidade móvel e arranque da construção de um centro para treino de salvamentos em túneis elogiados por autarcas de Toronto e Mississauga e pelo ministro do Trabalho do Ontário

Por Fátima Martins
Sol Português

Um dos mais antigos e respeitados Centros de Formação Profissional do sector da construção civil no Ontário está a comemorar quatro décadas de actividade e para mostrar que não deixa os seus créditos por mãos alheias apresentou na passada sexta-feira (15) duas novas iniciativas destinadas a mantê-lo na vanguarda.

Numa altura em que assinala o seu 40.º aniversário, o LIUNA Local 183 Training Centre apresentou o reforço da sua unidade móvel de formação profissional: uma segunda viatura que lhe permitirá levar a instrução directamente aos trabalhadores e aos jovens, onde quer que se encontrem, eliminando assim muita da necessidade de terem de se deslocar para completarem certos cursos.

Em simultâneo, deu a conhecer e procedeu à inauguração da construção de um novo centro para treino de técnicas de salvamento em túneis, uma iniciativa que o ministro do Trabalho do Ontário elogiou como "o primeiro no Canadá" e "algo de que nos devemos orgulhar, particularmente".

Kevin Flynn, que não pôde estar presente por motivo de conflito de agenda mas que gravou uma mensagem em vídeo para que fosse passada durante a cerimónia, agradeceu ao sindicato LIUNA e às suas filiais "por tudo o que fazem para garantir que o Ontário continua a ser uma das jurisdições mais seguras em todo o mundo para trabalhar", salientando esta medida pelo seu "grande valor".

O evento, que decorreu em Vaughan, na sede deste Centro de Formação Profissional, contou com a participação de representantes de empresas da indústria da construção, bem como de entidades políticas, designadamente dos presidentes das Câmaras Municipais de Toronto, John Tory, e de Mississauga, Bonnie Crombie.

No decorrer do encontro, que abriu com a apresentação de um vídeo onde foram destacadas as várias profissões que ali recebem formação, o director executivo do Centro, Sandro Pinto, agradeceu à equipa de técnicos formadores bem como aos sindicatos que os apoiam.

A esse propósito viria a ser reconhecido um dos instrutores, António Azeredo, a quem foi entregue um diploma pelo seu desempenho exemplar.

O administrador da Local 183, Jack Oliveira, fez questão de realçar a importância de que se reveste esta que é uma escola que presta formação a milhares de empregados na construção civil, lembrando que contribui inequivocamente para que estes possam desenvolver as suas profissões com o máximo de competência e segurança.

O sindicalista luso-canadiano, simultaneamente administrador do Conselho Distrital da LIUNA no Ontário (OPDC, na sigla em inglês), realçou o papel desempenhado por todos os sócios na solidificação da "183" como a maior sindical da construção civil na América do Norte, com mais de 50.000 membros – uma elevada percentagem dos quais são de origem lusa.

Pegando nas suas palavras, o vice-presidente da LIUNA, Joseph Mancinelli, destacou a necessidade de continuarem a prestar formação profissional aos trabalhadores da construção civil, sobretudo numa altura em que, como referiu – citando Jack Oliveira ao destacar o contributo dos sócios que fizeram do sindicato o que ele é hoje – "muitos estão agora reformados" ou em vias de se aposentarem.

"Substituir esse nível de produtividade e competência exige que nos dediquemos à formação profissional em todas as cidades nesta província e por todo o Canadá", destacou Joseph Mancinelli ao lembrar que "construir ao mais elevado nível de competência não acontece por acaso".

A propósito da apresentação da segunda unidade móvel para o Centro de Treinos, o vice-presidente da LIUNA considerou-a uma mais valia, sobretudo para os jovens, por permitir levar a formação profissional a quem mais dela necessita, "nas suas próprias comunidades".

É, como disse, uma medida que vem ao encontro de uma conversa que havia tido com o chefe de polícia, Mark Saunders, e na qual abordaram a necessidade de se criarem oportunidades em várias zonas da cidade, especialmente onde existem mais problemas e dificuldades com o acesso dos jovens a bons empregos.

A seu ver, estas unidades permitem fazer isso mesmo: "levar a formação directamente onde ela é necessária e dar aos jovens novas oportunidades e esperança para um futuro melhor".

Também os autarcas convidados consideraram que o centro tem muito a celebrar neste 40.º aniversário, realçando a vitalidade do sector da construção civil na Área da Grande Toronto, com John Tory a aludir em particular ao elevado número de profissões que ali são ensinadas.

O presidente da Câmara de Toronto falava momentos antes de se dirigir à inauguração de um outro Centro de Formação Profissional, desta feita para ex-combatentes, pelo que não descurou a oportunidade para ressalvar a importância de que se reveste a aquisição de novas competências e aptidões, sobretudo "nesta era de constante transformação".

Por seu turno, a sua homóloga de Mississauga, Bonnie Crombie, aludiu ao extraordinário crescimento que se tem registado nesta região e à correspondente prosperidade criada, congratulando o Centro por ao longo de quatro décadas ter prestado apoio e formação a tantos dos trabalhadores que têm sido instrumentais na construção de toda a infra-estrutura necessária.

Antes ainda do encontro terminar e de ser servido o almoço aos convidados – a cargo da empresa luso-canadiana Europa Catering – foi oficializada a cerimónia que marcou o início das obras do novo centro dedicado à segurança dos que trabalham em túneis.

Com todos no exterior, as pás romperam o terreno naquela que será a zona destinada à construção de um espaço para formação em técnicas de salvamento e que, como o ministro Kevin Flynn havia referido na sua mensagem, será inédito no Canadá.


Voltar a Sol Português