1ª PÁGINA


Comissão de Festas da Senhora da Luz:

Um quarto de século a preservar tradição dedicada à padroeira da ilha Graciosa

Por Jonathan Costa
Sol Português

Mais de 250 pessoas marcaram presença na igreja de São Mateus na noite do último sábado (19) para celebrarem o 25.º aniversário da Comissão de Festas de Nossa Senhora da Luz, organização responsável pela realização em Toronto das comemorações anuais dedicadas a esta invocação da Santíssima Virgem Maria e padroeira da ilha Graciosa.

A efeméride, que foi assinalada com missa solene, jantar convívio e espectáculo musical, resultou numa noite de confraternização e alegria em homenagem ao esforço e dedicação demonstrados pelos voluntários desta comissão ao longo do último quarto de século.

Dado o cariz religioso das festas, o encontro iniciou-se com a realização de uma missa dedicada à comissão aniversariante e em honra da Senhora da Luz, e à qual, apesar das baixas temperaturas e da neve que caiu ao longo de todo o dia, compareceram centenas de fiéis.

Dado o pároco de São Mateus – Andrzej Grecki, ou padre André, como é carinhosamente conhecido – se encontrar fora do país, a homilia foi celebrada pelo pastor da paróquia de São Sebastião, João Mendonça, que na sua mensagem destacou o papel do amor nas nossas vidas.

"O amor verdadeiro, no seu estado puro, requer dedicação para com os nossos parceiros, familiares e amigos; não podemos ser egoístas, temos que tornar a felicidade de quem amamos a nossa prioridade", lembrou o sacerdote convidado.

À conclusão da cerimónia religiosa, todos se dirigiram então para o andar inferior da igreja onde se localiza o seu salão de festas e que, para a ocasião, se encontrava decorado nas cores alusivas à Senhora da Luz, incluindo as mesas em tons de azul e branco, além de vários enfeites e um bonito arranjo luminoso em redor do palco.

No centro do salão encontrava-se o bolo de aniversário, no qual se destacavam os números que denotam este aniversário especial.

José Cunha, que foi um dos fundadores da comissão, explicou à nossa reportagem como tudo começou, deixando evidente o orgulho que sentia ao verem celebrar-se 25 anos desde que "em Dezembro de 1993, Leonardo Bettencourt, José Celestino, José Bettencourt e José Mendonça foram à ilha da Graciosa rezar o terço e levaram uma coroa de flores em nome da nossa igreja de São Mateus".

Como nos conta, foi enquanto se encontravam na ilha que "tiveram a ideia de organizar uma grande festa em honra da Senhora da Luz aqui, em Toronto" e "mal regressaram, apresentaram-me essa ideia e concordei logo", recorda com satisfação.

Depois foi tratar de pôr em prática o que haviam idealizado.

"Falámos com a paróquia de São Mateus, que nos deu a devida autorização para a criação desta comissão, que é aqui hoje celebrada, 25 anos depois", continuou José Cunha, declarando-se "imensamente orgulhoso de todos" os que a constituem.

"Este amor pela Senhora da Luz é o que nos une", salientou.

Antes de se dar início ao jantar, que foi confeccionado por uma equipa de voluntários, uma breve oração proferida pelo padre João Mendonça destacou o agradecimento da paróquia e dos fiéis à comissão organizadora das festas, desejando, em nome destes, "que venham mais anos de sucesso" para a organização.

Também José Bettencourt viria a louvar a actividade desenvolvida pelos 13 elementos que constituem a comissão à qual preside, destacando à nossa reportagem que são " voluntários que fazem tudo o que podem e não podem para organizar estas festas e eventos em honra da nossa santa patriarca".

Como salientou, "estamos felizes por ver a casa cheia e toda esta fé dedicada à Senhora da Luz", deixando o seu agradecimento "a todos os que lutaram contra a neve e o frio para marcarem presença esta noite, e a todos os que ao longo destes anos nos apoiaram e tornaram tudo isto possível".

Mais tarde, e com todos os elementos da comissão reunidos no centro do salão, procedeu-se ao tradicional corte do bolo de aniversário, acompanhado pelos cânticos de "feliz aniversário" e uma fervorosa salva de palmas, seguido das fotos da praxe que captaram o momento para a posteridade.

No decorrer do serão realizou-se também um leilão de artigos doados por paroquianos, incluindo bolos, chocolates, doces típicos açorianos e uma garrafa de aguardente, que permitiram angariar algumas verbas para as próximas festas da Senhora da Luz.

O valor seria incrementado ainda pela venda de rifas para o sorteio de vários prémios, entre os quais um relógio de parede, um conjunto de talheres e uma moldura com uma oração bordada, dedicada à Virgem Maria.

O resto da noite, que se prolongou até cerca da uma hora da manhã, foi desfrutada na animação de um espectáculo e baile com o cantor Tony Câmara que desde logo levou grande número de pares à pista de dança.

Carinhosamente recebido pelo público, o artista foi apresentado por José Bettencourt que lhe agradeceu pela presença nessa noite especial e fez aflorar a emoção ao afirmar que "o teu pai, o nosso Tabico, estaria muito orgulhoso de ti se pudesse estar connosco esta noite".

Emocionado, Tony Câmara retorquiu, considerando "uma honra" estar ali a celebrar o aniversário da comissão que há um quarto de século preserva esta tradição de fé tão caracteristicamente portuguesa.

Depois, com som e luzes a cargo de Five Star Productions, o cantor apresentou um espectáculo repleto de energia, ritmo e humor, aquecendo o coração de todos os que o escutavam, muitos dos quais permaneceram na pista de dança até ao fim da noite.


Voltar a Sol Português