1ª PÁGINA


Concurso de Cantores:

Três concorrentes de origem lusa vão lutar pela vitória em Maio

Gala da Grande Final da 16.ª temporada vai realizar-se na Casa do Alentejo de Toronto e, pela primeira vez desde a pandemia, com público ao vivo

Por Luís Aparício

Sol Português

Estão escolhidos os 10 finalistas que vão lutar pela vitória nas categorias juvenil e de adultos da 16.ª edição do Concurso de Cantores com John Santos (SCJS, na sigla em inglês).

À semelhança do que aconteceu uma semana antes, a segunda e última semifinal desta temporada, que decorreu no passado sábado (19) na Casa do Alentejo de Toronto, viu elevar-se o nível competitivo entre os concorrentes , dificultando ao máximo a missão de escolher os cinco finalistas que ainda faltavam apurar.

Sabrina Barreto, a participar pela terceira vez no concurso, não desperdiçou esta oportunidade para se classificar entre os melhores e interpretou de forma irrepreensível o tema "She Used to Be Mine", de Sara Bareilles, levando um dos elementos do júri, Anthony Wright, a admitir sem rodeios que a jovem tem o talento necessário para vencer a competição.

Com a passagem de Sabrina Barreto à final na categoria juvenil, o contingente luso aumentou para três elementos com aspirações à vitória em ambas as categorias, depois das classificações uma semana antes de Patrick Lopes e Daniela Costa no grupo de adultos.

Entretanto, uma outra voz forte entre os participantes juvenis foi a de Chantel Nunes, natural de Toronto, mas com ascendência brasileira, que garantiu uma vaga na final com a interpretação de "You Know I'm No Good", da malograda Amy Winehouse.

Foi, a todos os níveis, uma actuação muito elogiada sobretudo pela jurada Nadia Dolce, que considerou a jovem uma "super-estrela" em potencial e com uma brilhante carreira musical pela frente.

Apurada igualmente para integrar os cinco finalistas da categoria juvenil foi Victoria Dimitrova, que com a interpretação de "Hopelessly Devoted to You", de Olivia Newton John, provou estar a crescer em amadurecimento vocal e postura em palco.

Duas luso-canadianas perderam o comboio
da final

A luta entre os mais adultos também foi intensa, com os oito semifinalistas que se apresentaram em prova conscientes de que as duas vagas disponíveis não permitiam grande margem de erro [um nono concorrente não participou nesta semifinal por motivo de doença].

Apesar da boa actuação e dos elogios do júri à interpretação da canção "Too Good At Goodbyes", de Sam Smith, a luso-canadiana Natasha Costa não conseguiu pontuar por forma a avançar para a final.

O mesmo aconteceu a Cynthia Gouveia, que embora tenha mostrado grande progresso desde a quinta ronda de qualificação, em particular na sua luta pessoal contra o "nervosismo" de actuar em palco, e tenha recebido fortes aplausos pela interpretação de "True Colors", de Cyndi Lauper, não conseguiu pontuação suficiente para ir à final.

Quem garantiu um desses lugares foi Julia Romanelli, que interpretou "If I Ain't Got You", de Alicia Keys, enquanto que a outra vaga foi preenchida por Ojonugwa Usman, graças à sua interpretação do tema "Rehab", de Amy Winehouse.

Os cinco concorrentes escolhidos nessa noite conquistaram a preferência do painel de jurados e do público que se encontrava presente na Casa do Alentejo de Toronto, bem como dos espectadores que de forma virtual acompanhavam a transmissão em directo através das plataformas online.

Para além da Grande Final, marcada para o dia 14 de Maio na Casa do Alentejo de Toronto – a primeira desde 2019 que se realizará perante uma plateia ao vivo – cada um dos 10 finalistas terá ainda a oportunidade de gravar um tema que fará parte do álbum de compilação que representa a competição deste ano.

Para além disso, os primeiros classificados em cada categoria vão gravar oito temas originais, escritos em co-autoria com o aclamado produtor Anthony Wright, e os vencedores dos 1.º e 2.º lugares terão ainda a oportunidade de gravarem telediscos como parte dos prémios que irão usufruir.

No decurso do serão de sábado durante a pausa para a votação e contagem dos votos, foi exibido um resumo da Grande Final da 15.ª edição do SCJS.

Seguiu-se a exibição de mais um segmento do programa televisivo de John Santos dedicado a promover novos talentos da música, com um episódio dedicado a tópicos actuais, desde a saúde mental ao bullying (intimidação), e que terminou com o tema anti-racismo de Janiah Hines Brown, "The Way I Am".

A plateia teve ainda oportunidade de ouvir os finalistas que haviam sido escolhidos uma semana antes, durante a primeira semifinal, ao interpretarem o tema que escolheram para gravar e incluir no álbum de compilação do concurso.

No final, o grupo de 10 finalistas deste ano participou numa sessão de fotos, primeiro em palco e depois no designado "The Green Room", no piso superior, da qual os organizadores esperam venha a ser seleccionada a que será capa da revista desta temporada do concurso.

Os participantes receberam ainda informações sobre o processo de gravação do álbum de compilação, ensaios e outros temas relevantes.

Finalistas da
temporada 2021/22
do SCJS:

Juvenis

Ariel Weinreich

Shane Aludud

Chantel Nunes

Sabrina Barreto

Victoria Dimitrova

Adultos

Patrick Lopes

Daniela Costa

Noah Kosta

Julia Romanelli

Ojonugwa Usman


Voltar a Sol Português