1ª PÁGINA


Ex-ministro das Finanças, Charles Sousa, nomeado para conselho administrativo da IC Savings

O ex-ministro das Finan-ças do Ontário, Charles Sousa, foi escolhido para integrar o quadro de directores da IC Savings, instituição financeira italo-canadiana que tem também uma significativa carteira de clientes portugueses e luso-descendentes.

Num comunicado emitido segunda-feira (21), o presidente da IC Savings, Sam Ciccolini, manifestou a sua satisfação em acolher o luso-canadiano que durante seis anos teve a seu cargo as finanças da província do Ontário.

"É com grande satisfação que damos as boas-vindas a Charles [Sousa] ao conselho administrativo da IC Savings", afirmou, salientando que os seus conhecimentos e experiência "quer no sector público, quer no privado, bem como a nível comunitário, irão beneficiar o executivo e a nossa instituição financeira na sua missão de acrescentar mais valor aos benefícios auferidos pelos nossos membros [clientes]".

Depois duma carreira profissional no sector bancário, Charles Sousa desempenhou vários cargos de relevo durante mais de uma década em que se dedicou à política a nível provincial, incluindo como ministro do Trabalho antes de ser incumbido da pasta das Finanças, uma das mais importantes na governação do Ontário.

Na capacidade de ministro das Finanças, cargo que ocupou entre 2013 e 2018, coube-lhe a apresentação de seis orçamentos governamentais, para além de ter sido responsável também pela criação da Autoridade Reguladora Financeira do Ontário.

Esta nova agência reguladora veio substituir e consolidar numa só a Comissão de Serviços Financeiros do Ontário e a Corporação Seguradora de Depósitos do Ontário, tendo por objectivo supervisionar o funcionamento de instituições de crédito (como a IC Savings), correctores de hipotecas, planos de pensões e seguradoras licenciadas a nível provincial.

Ao aceitar o cargo no Executivo da IC Savings, o ex-ministro disse sentir-se "impressionado" pela instituição que aceitou agora integrar, considerando-a "bem gerida e centrada na comunidade no desempenho da sua missão principal e ao fazer um trabalho eficaz para acrescentar mais valor" para os seus membros.

"No vasto espectro do sistema financeiro canadiano há instituições de crédito e cooperativas que labutam arduamente pelos seus accionistas, que são precisamente os membros que utilizam os seus serviços", destacou, referindo-se a uma das principais características que distingue este tipo de cooperativas financeiras dos bancos em geral, dado que os clientes têm também a sua quota parte na empresa.

Na missiva da instituição financeira, a actividade comunitária do ex-ministro é ainda destacada com referências à sua acção como proponente de programas de literacia financeira entre os jovens, participação em executivos de organizações como a Universidade Canadiana em Dubai e na Magellan Community Charities, esta última uma organização sem fins lucrativos que tem a seu cargo a construção de um lar para idosos luso-canadianos.

A IC Savings, que conta actualmente com 20.000 clientes-membros, é uma das organizações apoiantes e contribuiu recentemente para o projecto com um donativo de 250.000 dólares.


Voltar a Sol Português